Situação de Leclerc lembra Hamilton de seu ano de estreia na F1 ao lado de Alonso em 2007

compartilhar
comentários
Situação de Leclerc lembra Hamilton de seu ano de estreia na F1 ao lado de Alonso em 2007
Por:
25 de abr de 2019 16:37

Pentacampeão comparou realidade do monegasco àquela que enfrentou em 2007, quando estreou na F1 ao lado de Fernando Alonso na McLaren

Lewis Hamilton disse que entende a frustração de Charles Leclerc com as ordens de equipes da Ferrari nesta temporada. Segundo o britânico, a situação enfrentada pelo monegasco o lembra de seu ano de estreia na Fórmula 1, em 2007, com a McLaren, ao lado do já bicampeão mundial Fernando Alonso, recém-saído da Renault.

Quando Hamilton foi companheiro do espanhol, a alta competitividade provocou um grande conflito na McLaren e fez com que Alonso deixasse a equipe depois de apenas uma temporada, optando pela volta à escuderia francesa.

Por outro lado, Hamilton também teve dificuldades naquele conflituoso campeonato. Uma de suas maiores frustrações veio quando a equipe negou ao britânico a chance de vencer o GP de Mônaco (pódio na foto acima).

Leia também:


Leclerc está em sua primeira temporada pela Ferrari e foi submetido a ordens de equipe em todas as três corridas até agora neste ano. Na última etapa, na China, ele foi instruído a deixar o companheiro de equipe e tetracampeão Sebastian Vettel ultrapassar.

Antes do GP do Azerbaijão deste fim de semana, Hamilton comentou a situação do novo piloto do time de Maranello: "Eu entendo como Charles se sente, porque em seu coração ele é o melhor, está tentando ser o melhor, e é quase como ter sua luz esmaecida. Como um competidor feroz, você meio que se revolta. Eles dizem para fazer uma coisa, mas isso te empurra para o outro lado. Eu passei por isso”.

O pentacampeão disse que a política da McLaren de dar a ele e Alonso o mesmo peso de combustível depois do GP de Mônaco de 2007 "justificou o lado rebelde que tinha", já que resultou em sua primeira vitória na F1 na corrida seguinte. "A partir de então, senti que tinha mais chance real de mostrar minha habilidade a cada final de semana", acrescentou.

Charles Leclerc, Ferrari

Charles Leclerc, Ferrari

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Leclerc deveria ter vencido no Bahrein no início deste ano, mas terminou em terceiro por causa de um problema no cilindro de seu motor. Na Austrália e na China ele ficou em quinto por causa de ordens que favoreceram Vettel. Perguntado em Baku se estava impaciente para obter sua primeira vitória, Leclerc disse: “Não é uma obsessão”.

"Estou ansioso para que esse momento aconteça e vou trabalhar para isso. Mas não estou obcecado. Eu não acho que seria uma boa maneira de abordar os fins de semana, pensando apenas na vitória”, disse o monegasco.

Leclerc também acredita que tem "potencial" para vencer Vettel ao longo da temporada. Porém, disse que vai se render a mais pedidos da escuderia em certas situações, tendo buscado clareza com o chefe de equipe Mattia Binotto e aceitado a posição da Ferrari.

Quando confrontado com os comentários de Hamilton, Leclerc disse: “É frustrante quando te dizem para deixar outro passar. Por outro lado, eu os entendo de certa forma. Seb está agora em seu quinto ano na equipe e venceu quatro campeonatos. Estou na minha segunda temporada de Fórmula 1. Tenho muitas coisas para provar. Mas só preciso continuar o que estou fazendo e tentando melhorar, tudo isso mudará em breve, espero”.

Sebastian Vettel, Ferrari SF90, leads Charles Leclerc, Ferrari SF90

Sebastian Vettel, Ferrari SF90, leads Charles Leclerc, Ferrari SF90

Photo by: Simon Galloway / Sutton Images

Próximo artigo
Ferrari revela atualizações no carro de 2019 antes do GP de Baku

Artigo anterior

Ferrari revela atualizações no carro de 2019 antes do GP de Baku

Próximo artigo

Mercedes volta a usar design de asa traseira serrilhada em Baku

Mercedes volta a usar design de asa traseira serrilhada em Baku
Carregar comentários
Seja o primeiro a receber as últimas notícias