Vettel admite que não esperava superioridade da Mercedes

Alemão se surpreende com ritmo da Mercedes na classificação, após dominar boa parte dos treinos livres

Vettel admite que não esperava superioridade da Mercedes
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari
Polesitter: Valtteri Bottas, Mercedes AMG W08
Sebastian Vettel, Ferrari

A Ferrari parecia estar no mesmo ritmo da Mercedes durante o fim de semana. Sebastian Vettel varreu os treinos de sexta-feira e esteve muito perto dos pilotos do time alemão durante os dois primeiros segmentos da classificação.

Mas quando Valtteri Bottas e Lewis Hamilton protagonizaram a luta pela pole no Q3, Vettel ficou quase meio segundo distante da dupla.

"No Q2 eu pensei 'ok, vai ficar apertada essa briga', e estava muito feliz com a minha primeira volta no Q3."

"E quando fiz meu tempo, vi que estava bem abaixo. Quatro décimos foi muito mais do que o esperado."

"Na última volta, tentei ir mais forte em todas as curvas, não tínhamos nada a perder, mas não funcionou, fui um pouco mais lento, mas eu tentei."

"Esperamos ser mais rápidos amanhã."

Vettel, que superou confortavelmente seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, disse que não tinha certeza do motivo que fez o déficit da Ferrari para a Mercedes crescer mais do que nas duas primeiras etapas da temporada.

"Eu não vi onde perdemos a maior parte do tempo, talvez um pouco espalhados por toda a pista", disse ele. "Os setores 1 e 3 se destacaram. O setor 2 não foi tão ruim."

"Eu não sei se eles têm uma atualização aqui, e eles podem pisar mais fundo. Perdemos um pouco mais de tempo, um pouco mais do que o habitual."

"Para amanhã, o mais importante é que o carro se sinta bem."

Relatos adicionais por Jonathan Noble

compartilhar
comentários
Bottas comemora pole, mas destaca: “É a corrida que conta”
Artigo anterior

Bottas comemora pole, mas destaca: “É a corrida que conta”

Próximo artigo

Hamilton felicita Bottas e diz: “Ferrari deve se aproximar”

Hamilton felicita Bottas e diz: “Ferrari deve se aproximar”
Carregar comentários