Williams: Comparações Stroll/Verstappen já podem acabar

Chefe técnico da Williams, Paddy Lowe acredita que bons resultados darão confiança a canadense

Williams: Comparações Stroll/Verstappen já podem acabar
Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams FW40, Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team RS17
Lance Stroll, Williams
Lance Stroll, Williams
Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams in the Press Conference
Race winner Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 Daniel Ricciardo, Red Bull Racing and Lance Stroll, Williams in the Press Conference
Carregar reprodutor de áudio

Duas semanas após marcar seus primeiros pontos na Fórmula 1, o canadense Lance Stroll conquistou um inesperado pódio no GP do Azerbaijão após se classificar na frente de seu companheiro Felipe Massa.

Segundo o chefe técnico da Williams, Paddy Lowe, os resultados podem acabar com as comparações entre Stroll e Max Verstappen. Enquanto o holandês acabou impressionando logo em seu início na F1, Stroll teve uma estreia mais complicada e não conseguiu terminar quatro das seis primeiras corridas. No entanto, ele se tornou o segundo piloto na história da F1 a conquistar um pódio ainda como adolescente.

O canadense de 18 anos era 12 dias mais velho que Verstappen na Espanha em 2016 quando foi ao pódio no Azerbaijão, no entanto o pódio de Max veio em sua 24ª largada enquanto Stroll vivia apenas seu oitavo GP.

"Espero que possamos colocar tudo isso atrás de nós agora", disse Lowe quando perguntado se Stroll poderia ganhar confiança por ter conseguido um pódio antes de Verstappen em sua carreira.

"Lance não precisa olhar para fora para ter qualquer referência, ele só precisa olhar para si mesmo e ficar muito feliz com o que vê."

Lowe elogiou o trabalho que Stroll fez durante todo o fim de semana e sente que a confiança adquirida no Canadá ajudou o piloto.

"É um verdadeiro avanço", disse Lowe. "Ele chegou na Fórmula 1. A corrida foi perfeita, mas não foi apenas a corrida: Lance foi 10 de 10 em todo o fim de semana.”

"Em todas as sessões ele esteve completamente no controle, dirigindo com bom ritmo e com boa margem também. Eu não sei se você se lembra do treino na sexta-feira. Acho que apenas três pilotos não causaram bandeiras amarelas e um foi ele.”

"Para um novato, isso é bastante impressionante, dado que ele também estava mostrando um ritmo razoável. Lembro ter a sensação que o Canadá poderia ser um ponto de mudança.”

"Um bom número de pessoas chegou a me dizer que, tendo em vista o desempenho dele no Canadá e sua classificação em Baku, estavam felizes em vê-lo competir nesse nível."

Lowe ficou particularmente impressionado com a forma como Stroll guiou nos estágios finais da corrida, inicialmente próximo do líder Daniel Ricciardo e, em seguida, mantendo a calma apesar da aproximação de Bottas.

"Estes são os momentos em que você não pode cometer erros", disse ele. "Ele descreveu essas últimas 10 voltas como voltas de qualificação.”

"Ele não escorregou, e cada volta foi no limite. Eu acredito que este é o ritmo do carro e é assim que você quer ver seus pilotos."

compartilhar
comentários
15 anos da marmelada e mais: As curiosidades da Áustria
Artigo anterior

15 anos da marmelada e mais: As curiosidades da Áustria

Próximo artigo

Toques entre pilotos vem de inexperiência de Ocon, diz time

Toques entre pilotos vem de inexperiência de Ocon, diz time
Carregar comentários