Piloto de desenvolvimento da Haas, Ferrucci sobe para F2

Santino Ferrucci, que competia na GP3, sobe imediatamente para categoria de acesso à Fórmula 1 para o restante da temporada 2017

Piloto de desenvolvimento da Haas, Ferrucci sobe para F2
Santino Ferrucci, DAMS
Nabil Jeffri, Trident
Santino Ferrucci, DAMS
Santino Ferrucci, DAMS
Santino Ferrucci, DAMS
Santino Ferrucci, Haas F1 Team Development Driver
Santino Ferrucci, Haas F1 Team Development Driver
Carregar reprodutor de áudio

Santino Ferrucci tem nova casa a partir do GP da Hungria. O norte-americano, que disputou as três primeiras etapas da GP3 com a DAMS, passa para a Fórmula 2 em Hungaroring, com a Trident.

Após iniciar o ano com Nabil Jeffri e Sergio Canamasas, a Trident correu com Raffaele Marciello e Callum Ilott - nesta ordem, na Áustria e Grã-Bretanha, nesta ordem – desde que Canamasas foi para a Rapax para assumir o posto de Johnny Cecotto Jr.

O time italiano, entretanto, confirmou que Ferrucci, piloto de desenvolvimento da Haas, assume o cockpit da equipe e se torna o companheiro de Jeffri até o final do ano.

“Estamos orgulhosos de anunciar um acordo entre a Trident e Santino Ferrucci para as cinco etapas finais da temporada da F2", disse Giacomo Ricci, chefe da equipe.

“O piloto de Connecticut, de 19 anos, teve a chance de testar um de nossos carros de GP3 no teste coletivo de Abu Dhabi. Lá, ele impressionou a equipe, apresentando resultados expressivos e colocando o nome dele entre os cinco primeiros o tempo todo", afirmou.

“Agora ele fará a estreia na F2 em Hungaroring, mesma pista na qual ele liderou o teste da GP3. Tenho certeza de que Santino tem todas as habilidades para se adaptar ao carro da F2 rapidamente. Além disso, graças ao que ele experimentou na Fórmula 1, ele não terá problemas em lidar com mais potência e os freios de carbono", acrescentou.

A Trident é atualmente a última colocada entre as equipes na temporada 2017 da F2, com o nono lugar de Canamasas na primeira corrida em Baku como melhor resultado.

Ferrucci, que pilota o VF-17 da Haas no teste pós-GP da Hungria, estava em 14º na classificação de pilotos da GP3 após três corridas. O norte-americano pontuou nas duas corridas em Barcelona, mas desde então não esteve mais na zona de pontuação.

compartilhar
comentários
Latifi sobrevive a Safety Car no fim e vence primeira na F2
Artigo anterior

Latifi sobrevive a Safety Car no fim e vence primeira na F2

Próximo artigo

Leclerc faz 7ª pole seguida na F2 e quebra recorde histórico

Leclerc faz 7ª pole seguida na F2 e quebra recorde histórico
Carregar comentários