Chefe da NextEV, Martin Leach, morre aos 59 anos

compartilhar
comentários
Chefe da NextEV, Martin Leach, morre aos 59 anos
Por:

Renomado executivo da indústria automotiva e chefe da equipe de Fórmula E perde batalha contra câncer

Pit stop practice for Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team
Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team; Sam Bird, DS Virgin Racing
Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team
Pole position for Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team
Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team
Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team
Martin Leach, NextEV
Dr.Martin Leach
Dr.Martin Leach

Martin Leach foi o mais recentemente presidente da NextEV - uma startup de tecnologia que projeta e desenvolve veículos elétricos de alto desempenho - e dirigiu sua equipe de Fórmula E desde a temporada passada.

Leach juntou-se à equipe como patrocinador pouco antes de conquistar o primeiro título da Fórmula E com Nelsinho Piquet. Ele então assumiu a operação durante a difícil segunda temporada e, em seguida.

"Martin era um cara muito apaixonado por esse esporte", disse Piquet. "Ele colocou muito tempo, esforço e coração nisso. A primeira vez que o conheci foi no final da primeira temporada, quando ele decidiu patrocinar nossa equipe."

"Ele assumiu na segunda temporada, mas apesar de nossos tempos difíceis, ele dizia 'Nelson, não se preocupe, eu vou fazer de tudo para nos tornar sucesso novamente' - e essa foi a razão pela qual eu fiquei na NextEV e construímos um relacionamento muito bom. Ele era muito positivo."

"Ele estava trabalhando muito, sabia tudo o que estava acontecendo, desde o projeto até os materiais da caixa de câmbio. O tempo todo ele estava trabalhando, eu poderia vê-lo a qualquer hora do dia ou da noite. Tive muita sorte e muito orgulho de trabalhar com ele neste curto período de tempo."

"Em Hong Kong, conseguimos a pole position para ele e para o seu carro, e mais do que nunca, quero continuar seu legado e ganhar mais corridas e campeonatos para Martin. Estamos aqui agora, todas as estruturas e pessoas, por causa das habilidades e a visão de Martin."

"Me sinto honrado por ter trabalhado com o Dr. Martin Leach, e é uma grande perda para todos. Ele não era apenas um chefe de equipe, ele estava lá para todos nós. Espero que possamos ir mais longe, e estou muito triste que isso tenha acontecido. Desejo os melhores sentimentos à sua família neste momento difícil. Vamos trabalhar, mais do que nunca, para Martin."

Uma carreira ilustre

A carreira automotiva de Leach durou 40 anos. Em 1979 ele se juntou à Ford, como engenheiro, e 20 anos depois subiu para se tornar Diretor Corporativo.

Em 2002 foi nomeado presidente da Ford Europa e, apesar de sua longa associação, terminou de forma amarga um ano depois.

Se tornou CEO da Maserati por um período, tentou salvar a Super Aguri F1 em 2008 por meio de sua empresa, a Magma International, mas isso não se materializou após a saída de um patrocinador.

Foi premiado como Doutor em Ciências pela Universidade de Hertfordshire, em 2000.

Puerto Madero deixa de ser palco da F-E após edição de 2017

Artigo anterior

Puerto Madero deixa de ser palco da F-E após edição de 2017

Próximo artigo

Marchionne: Ferrari avalia entrada na F-E "em alguns anos"

Marchionne: Ferrari avalia entrada na F-E "em alguns anos"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Equipes NIO Formula E Team
Autor Charles Bradley