F-E: Realização do ePrix de Roma é "simplesmente um milagre" em meio às restrições na Itália

Rodada dupla na capital italiana representa a volta da F-E aos circuitos de rua pela primeira vez desde o último ePrix de Berna, em junho de 2019

F-E: Realização do ePrix de Roma é "simplesmente um milagre" em meio às restrições na Itália

Os pilotos da Fórmula E reconhecem que é "simplesmente um milagre" que a rodada dupla do ePrix de Roma tenha sido levado adiante neste final de semana enquanto a Itália estende o estado de emergência em todo o país.

Atualmente, a Itália está em sétimo em termos de crescimento dos casos confirmados de Covid-19 e o governo estendeu o estado de emergência até 30 de abril.

Leia também:

Roma, que fica na província de Lazio, viu recentemente um relaxamento de normas, saindo da zona vermelha para a laranja. Com isso, há em vigor um toque de recolher além de uma proibição de viagens entre as cidades. Isso veio logo após um lockdown nacional durante o final de semana da Páscoa para evitar deslocamentos.

O ePrix de Roma, que terá um novo traçado na região do EUR na capital italiana marca também a volta da categoria aos circuitos de rua pela primeira vez desde o ePrix de Berna, em 22 de junho de 2019.

Todas as provas realizadas desde então aconteceram em circuitos temporários, parques ou aeroportos.

O brasileiro Lucas di Grassi, piloto da Audi, elogiou o fato da corrida ter sido mantida, dizendo: "Parabéns à Fórmula E e a todos de Roma que permitiram que essa corrida acontecesse. É simplesmente um milagre que estejamos correndo aqui neste fim de semana seguindo todos os protocolos".

"É fundamental que voltemos a correr em circuitos de rua como este que vamos correr no final de semana".

O ePrix de Roma ainda tem mais quatro anos em seu acordo atual com a categoria e a prefeita Virginia Raggi, que busca reeleição em 2021, é uma das maiores apoiadoras do evento.

The Marconi Obelisk

The Marconi Obelisk

Photo by: Sam Bagnall / Motorsport Images

Sam Bird, piloto da Jaguar e vencedor da edição inaugural do ePrix de Roma, em 2018, acrescentou: "Quero ecoar o comentário do Lucas. Temos que reconhecer o trabalho da Fórmula E e de todos que tornaram isso possível".

"É um milagre que estejamos correndo em uma cidade icônica como essa. Dadas as circunstâncias, é incrível".

No mês passado, Roma acabou tornando-se uma rodada dupla junto com Valência, que recebe a categoria no final de abril, enquanto Marraquexe está a caminho de ser retirado do calendário.

A Fórmula E também optou por adiar a divulgação do resto do calendário da temporada 2020-21, com a nova atualização marcada para sair no final do mês.

Nyck de Vries, da Mercedes, repetiu o sentimento de di Grassi e Bird, acrescentando que o circuito de rua de Roma representa a "real" Fórmula E.

"Isso aqui é a Fórmula E. Esse é o DNA do campeonato e devemos continuar dando o nosso melhor para construir essas pistas nos centros das cidades. Mal posso esperar para ter essa experiência real da categoria".

NELSON PIQUET e Nelsinho dão DETALHES de equipe na Stock; veja como será a 'versão Lauda' de Nelsão

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Um sorriso mesmo sem vitória? Quais são os pilotos mais carismáticos da F1, mesmo sem grandes resultados?

 

compartilhar
comentários
Fórmula E mira etapas no Japão, Índia e Estados Unidos no futuro

Artigo anterior

Fórmula E mira etapas no Japão, Índia e Estados Unidos no futuro

Próximo artigo

F-E: Vandoorne faz a pole para o primeiro ePrix de Roma; di Grassi é 4º

F-E: Vandoorne faz a pole para o primeiro ePrix de Roma; di Grassi é 4º
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Matt Kew