Fórmula E: Chefe de equipe da Mahindra é diagnosticado com Covid

compartilhar
comentários
Fórmula E: Chefe de equipe da Mahindra é diagnosticado com Covid
Por:

É o segundo caso de coronavírus na categoria de monopostos elétricos até o momento

O CEO da Mahindra Racing e chefe da equipe indiana na Fórmula E, Dilbagh Gill, testou positivo para o coronavírus e deve perder todas as seis corridas da maratona final da categoria em Berlim nos próximos dias.

Todos os pilotos e funcionários da equipe presentes na pista do Aeroporto Tempelhof tiveram que fazer um teste e cumprir uma quarentena obrigatória de 36 horas em seus respectivos quartos de hotel.

Leia também:

Embora Gill, que mora nos Estados Unidos, afirme que não está com nenhum sintoma do coronavírus, ele testou positivo na segunda-feira e agora enfrenta um período de isolamento de 10 a 14 dias.

O dirigente disse, em entrevista com a presença do Motorsport.com, o seguinte: “A primeira coisa que quero tirar do peito é que testei positivo para a Covid-19 no primeiro exame (feito nesta segunda-feira).”

"Estou isolado neste momento e aguardo meu segundo teste. Não tenho sintomas e estou me sentindo muito bem. Sinto-me um pouco chateado por não poder ajudar a equipe neste momento, mas é melhor para a saúde de todos que eu esteja longe.”

A pista do aeroporto de Tempelhof foi limitada a 1000 funcionários, abaixo das estimadas 5.000 pessoas em um evento regular de F-E, devido à legislação alemã que permanecerá em vigor até o final de agosto.

Cada equipe teve sua alocação de pessoal reduzida de 40 para 21 membros - 19 para integrantes do staff e dois para pilotos. Originalmente, o limite seria de 20 pessoas, mas um espaço extra foi concedido para que os diretores de times pudessem comparecer.

Questionado pelo Motorsport.com se esperava poder voltar à pista, Gill respondeu o seguinte: “Me pediram para fazer um segundo teste, que está programado para mais tarde hoje ou amanhã e, com base nisso, saberei. A partir de agora, as instruções iniciais são de 10 a 14 dias [em isolamento social], então acho que a final da temporada será neste quarto de hotel para mim."

A Fórmula E divulgou: “Nesta segunda-feira, 3 de agosto, um total de 1.421 pessoas já foram testadas e todas receberam resultados negativos, exceto duas que receberam resultados positivos.”

“Os dois indivíduos entraram em quarentena de acordo com as instruções das autoridades de saúde pública e continuarão a seguir o procedimento exigido por essas autoridades. Nos dois casos, o protocolo aprofundado do campeonato de Fórmula E foi seguido."

Ninguém poderá entrar no local da final da Fórmula E sem um teste negativo e todos os participantes devem observar o distanciamento, usando máscara. Os ‘retestes’ ocorrerão a cada cinco e sete dias.

Candidato ao título, Lucas di Grassi falou sobre a final da F-E no RETA FINAL; veja

.

Trabalhador sofre acidente fatal durante montagem da pista da Fórmula E em Berlim

Artigo anterior

Trabalhador sofre acidente fatal durante montagem da pista da Fórmula E em Berlim

Próximo artigo

Confira horários e onde assistir às corridas de meio de semana da Fórmula E em Berlim

Confira horários e onde assistir às corridas de meio de semana da Fórmula E em Berlim
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Equipes Mahindra Racing
Autor Matt Kew