McLaren confirma entrada na Fórmula E em 2023 com compra da equipe Mercedes

Marca britânica compra a entrada que pertence atualmente à Mercedes e afirma que manterá toda a estrutura, incluindo funcionários

McLaren confirma entrada na Fórmula E em 2023 com compra da equipe Mercedes
Carregar reprodutor de áudio

A McLaren confirmou neste sábado que integrará o grid da Fórmula E para a temporada 2023, adquirindo a entrada da Mercedes, que deixa a categoria no fim do campeonato atual. Com a entrada da marca britânica e o retorno da Abt, a F-E manterá o número de 24 carros no próximo ano.

Isso expande o alcance do time britânico no automobilismo elétrico, após sua decisão de integrar a Extreme E a partir desta temporada. A McLaren já havia assinado uma opção para integrar a F-E em sua nona temporada, confirmada agora com a aquisição da estrutura da Mercedes.

Leia também:

O guarda-chuva da McLaren contará agora com as atividades da Fórmula 1, a Arrow McLaren SP na Indy, a Extreme E e a Fórmula E.

O atual chefe da Mercedes, Ian James, seguirá na nova equipe, liderando a empreitada da marca britânica.

"O anúncio de hoje confirma o próximo capítulo emocionante no desenvolvimento da equipe", disse James. "Desde nossa entrada em 2019, performance, sustentabilidade e adaptabilidade foram chaves de nosso sucesso. A Mercedes-Benz tem sido fundamental para esta equipe até aqui, desde o início de nossa jornada, quando apenas poderíamos esperar pelos resultados que obtivemos".

"Os objetivos claros da companhia e a expertise técnica aceleraram nossas ambições, e eu gostaria de agradecê-los novamente por serem os donos mais apoiadores, nos ajudando a fazer o que fazemos melhor: correr. Agora, mais uma vez, eles foram fundamentais em garantir os parceiros perfeitos para darmos continuidade à nossa jornada na Fórmula E".

"Passar a integrar a família McLaren é privilégio: a McLaren sempre foi sinônimo de sucesso e alta performance. Esse é um grande momento para todos mas, acima de tudo, para as pessoas dessa equipe. São elas que mantém esse coração batendo. Poder continuar trabalhando com eles é o que me anima mais".

Ian James, Team Principal, Mercedes-Benz EQ

Ian James, Team Principal, Mercedes-Benz EQ

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

"Mal posso esperar por esse próximo capítulo. Mas, até lá, seguiremos focados em entregar os melhores resultados possíveis com a equipe Mercedes no restante da temporada".

A McLaren afirmou que a dupla de pilotos, a fornecedora de trens de força e patrocinadores serão anunciados posteriormente. O CEO Zak Brown destacou que trazer a McLaren para a F-E ajudaria a aumentar o interesse da equipe em mobilidade elétrica.

"A McLaren Racing sempre busca competir contra os melhores e com a tecnologia de ponta, dando a nossos fãs, parceiros e mais novos modos de emocionar, entreter e inspirar. A Fórmula E, assim como outras categorias do esporte, cumpre com esses critérios".

"É satisfatório também fornecer uma casa para a equipe líder que a Mercedes construiu, que se tornará totalmente parte da família McLaren. Enquanto nossas equipes de F1 e Indy correm independentemente, a Fórmula E complementa e constrói nosso programa de veículos elétricos ao lado da Extreme E".

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #177 - Red Bull 'roubou' status de favorita ao título da Ferrari?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F-E: Equipe Andretti passará a usar trens de força da Porsche a partir de 2023
Artigo anterior

F-E: Equipe Andretti passará a usar trens de força da Porsche a partir de 2023

Próximo artigo

F-E: Mortara segura Vergne e Vandoorne e converte pole em vitória no ePrix I de Berlim

F-E: Mortara segura Vergne e Vandoorne e converte pole em vitória no ePrix I de Berlim