Le Mans: Com safety car na marca de seis horas, Toyota lidera; trio de Farfus está na frente na GTE Am

compartilhar
comentários
Le Mans: Com safety car na marca de seis horas, Toyota lidera; trio de Farfus está na frente na GTE Am
Por:
, Repórter

Safety car foi acionado após batida da AF Corse Ferrari #52 minutos antes da prova completar seis horas

A edição de 2020 das 24 Horas de Le Mans atingiu seu primeiro quarto de prova às 15h30, horário de Brasília. Enquanto na LMP1, as Toyotas dominam, nas outras classes, as disputas seguem quentes, com alguns brasileiros bem posicionados. 

A chuva que estava prevista para as 14h ainda não chegou ao circuito de Sarthe, e a expectativa é que a prova entre em seu período da madrugada com a chegada da água, aumentando ainda mais os desafios do circuito. Sebastien Buemi da Toyota, que busca a terceira vitória consecutiva da prova, destacou que a mistura de noite com chuva e um grid repleto de novatos tornaria o evento uma "corrida de sobrevivência".

Leia também:

 

Pouco antes da prova atingir a marca de seis horas, o safety car entrou pela primeira vez na pista. A AF Corse Ferrari #52, de Christoph Ulrich, Steffen Gorig e Alexander West perdeu o controle antes das curvas Porsche e acabou parando na barreira de proteção do local. 

 

Na LMP1, a principal classe do grid, a Toyota mantém sua dobradinha na ponta, com o carro #8 de Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley na ponta após 99 voltas, 12s129 a frente do #7 de Kamui Kobayashi, José Maria López e Mike Conway. Já o trio #1 da Rebellion, que tem o brasileiro Bruno Senna, está a duas voltas dos carros da montadora japonesa.

A partir da LMP2, a disputa começa a ficar mais aquecida pela vitória. Na classe, a ponta está o #37 da Jackie Chan que tem o ex-F1 Will Stevens. Cerca de quatro segundos atrás, está o #26 da G-Drive, com o bicampeão da Formula E Jean-Éric Vergne. Completando o Top 3 da classe, o #32 da United Autosports, a cerca de 10s do líder.

Enquanto isso, o Signatech Alpine #36 do brasileiro André Negrão está mais atrás no grid, em 14º na classe, três voltas atrás dos líderes.

Na GTE Pro, a disputa entre Ferrari e Aston Martin tem sido o grande destaque da prova até aqui. Na marca de seis horas, a equipe italiana tinha as duas primeiras posições, com o carro #71 de Sam Bird na frente. A pouco mais de um segundo, o #51 do brasileiro Daniel Serra, que chegou a liderar a classe em parte da prova até aqui. Completando o Top 3, a Aston Martin #97, cinco segundos atrás.

Fechando o grid, na GTE Am, temos o único brasileiro na liderança na marca de seis horas. A Aston Martin #98 que tem Augusto Farfus ao lado de Paul Dalla Lana e Ross Gunn se mantém na ponta, com um segundo de vantagem para o #90 da TF Sport. Um pouco mais atrás, a 3s6, está #75 da Iron Lynx.

Entre os demais brasileiros da classe, Oswaldo Negri Jr. é o melhor posicionado com o #61 da Luzich Racing. Após sair na ponta, o #61 não teve um bom ritmo nas primeiras horas e agora se encontra em quinto. Já o trio #72 de Marcos Gomes está em oitavo e o #57 de Felipe Fraga é apenas o 18º na classe na marca de seis horas.

Agora, as equipes se preparam para cerca de 11 horas de corrida em período noturno.

 

Entenda como Max Verstappen pode sair da Red Bull antes do fim de seu contrato

PODCAST: Após 'comemorar' GP 1000, qual é o tamanho da crise da Ferrari?

 

WEC divulga novo calendário condensado para temporada 2021 e confirma adição das 6 Horas de Monza

Artigo anterior

WEC divulga novo calendário condensado para temporada 2021 e confirma adição das 6 Horas de Monza

Próximo artigo

Le Mans: Na madrugada, Toyota segue na ponta na marca de 12 horas ; Serra e Farfus lideram GTE Pro e Am

Le Mans: Na madrugada, Toyota segue na ponta na marca de 12 horas ; Serra e Farfus lideram GTE Pro e Am
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Le Mans
Autor Guilherme Longo