2º, Rossi reconhece que vitória em Misano "era impossível"

Valentino Rossi terminou desapontado por não ter conseguido vencer prova em Misano, mas revelou que não tinha desempenho para conter o ataque de Dani Pedrosa, vencedor do GP de San Marino

2º, Rossi reconhece que vitória em Misano "era impossível"
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Valentino Rossi esteve perto de fazer a alegria dele e do público presente em Misano neste domingo (11), mas Dani Pedrosa 'colocou água no chope' do italiano e venceu o GP de San Marino. O italiano, entretanto, reconheceu que não tinha condições de responder ao ritmo do espanhol, que o superou a sete voltas do fim da prova.

No início da corrida, tudo indicava que Rossi triunfaria em 'casa' - Misano fica a menos de 20 quilômetros de Tavullia, cidade natal do piloto: o vice-líder do campeonato superou Jorge Lorenzo nas primeiras voltas e controlava a prova, até que Pedrosa apareceu com um ritmo imbatível e venceu pela primeira vez em 2016.

"Eu tentei o máximo para abrir de Lorenzo e de Márquez. Quando vi que meu ritmo parecia suficiente para vencer, fiquei bastante satisfeito. Mas quando Pedrosa chegou, ele estava muito veloz. Tentei de tudo, mas não havia o que fazer", disse.

"É uma pena ter ficado em segundo aqui em Misano, pois é uma corrida especial para mim e queria muito vencer. Mas hoje era impossível", afirmou o italiano, que reduziu a desvantagem em relação a Márquez na classificação do campeonato para 43 pontos.

Lorenzo insatisfeito com ritmo

Após ser superado por Rossi, Lorenzo seguiu em um relativamente distante segundo lugar, quando então foi superado por Pedrosa e terminou em um mais distante terceiro lugar.

Questionado se enfrentou algum tipo de problema e por isso não manteve a liderança, o atual campeão respondeu: "Não, eles (Pedrosa e Rossi) foram mais velozes, eu precisava de um ou dois décimos a mais por volta", revelou.

"Não posso estar feliz por mim, esperava brigar pela vitória. Mas às vezes não é possível, então preciso esperar pela próxima. De qualquer forma, estou muito feliz pela vitória de Dani, ele passou por uma fase muito ruim e mereceu o triunfo porque lutou muito por isso", completou.

compartilhar
comentários
Pedrosa: "mal podia acreditar em um ritmo de prova tão bom"

Artigo anterior

Pedrosa: "mal podia acreditar em um ritmo de prova tão bom"

Próximo artigo

Pedrosa encerra jejum, Rossi no pódio: imagens do domingo

Pedrosa encerra jejum, Rossi no pódio: imagens do domingo
Carregar comentários