Pedrosa: "mal podia acreditar em um ritmo de prova tão bom"

Oitavo vencedor diferente em oito corridas, Dani Pedrosa revelou alívio por voltar a vencer após enfrentar fase difícil na temporada 2016 da MotoGP

Pedrosa: "mal podia acreditar em um ritmo de prova tão bom"
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Race winner Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Dani Pedrosa vem tendo uma temporada bastante complicada em 2016, sofrendo para extrair rendimento da Honda enquanto Marc Márquez lidera o campeonato. Neste domingo (11), entretanto, o espanhol espantou a má fase por um instante e venceu o GP de San Marino, em Misano.

Com isso, Pedrosa mantém na carreira a marca de vencer pelo menos uma vez em todas as temporadas na MotoGP - o piloto estreou na classe principal do Mundial de Motovelocidade em 2006. Apesar de tanta experiência, o espanhol se mostrou surpreso com a quantidade de vencedores distintos neste ano - foram oito nas últimas oito etapas, algo inédito na história da MotoGP.

“Nunca vi tanta mudança na frente quanto tenho visto agora. O que precisamos é manter os pés no chão e focar na próxima corrida para ver se alcançamos o mesmo nível de performance", disse.

Vitória traz alívio após má fase

Embora seja o quarto colocado na classificação do campeonato, Pedrosa reconheceu que tem sofrido significativamente com a moto deste ano. A vitória em Misano, entretanto, aliviou um pouco a tensão. Além disso, o piloto da Honda se mostrou surpreso com o quanto o ritmo de prova dele foi bom.

“Há momentos em que tudo parece indicar para a escuridão. Mas hoje tive um dia fantástico, o ritmo foi chave - mal podia acreditar em um ritmo de prova tão bom. Apenas tentei não cometer erros. No começo, não sabia se conseguiria vencer, pois Valentino conseguiu abrir bastante", disse.

"Achava que poderia chegar ao pódio, mas pouco a pouco vi que estava me aproximando dos três (Márquez, Lorenzo e Rossi). Fiz boas ultrapassagens e segui fazendo boas voltas. É muito bom poder sentir o gosto de vencer após tantos problemas. Todos - amigos, família e a equipe - ficaram ao meu lado e é nestes momentos duros que você realmente precisa de apoio", afirmou.

Pneu macio foi chave para a vitória

Pedrosa foi um dos poucos a largar com o pneu macio na dianteira e revelou que a aderência extra permitiu a ele escalar o pelotão e sair da oitava posição na largada para a vitória no fim da prova.

Na largada, o espanhol já apareceu em sexto e logo no começo da corrida superou Andrea Dovizioso e Maverick Viñales. Depois, Márquez, Lorenzo e Rossi foram ultrapassados e Pedrosa voltou a vencer na MotoGP - o que não acontecia desde o GP da Malásia de 2015.

“Meu ponto forte neste final de semana foi o ritmo. Sofri bastante na classificação e infelizmente não consegui uma boa volta. Minhas voltas ontem eram praticamente as minhas voltas de hoje durante a corrida", completou.

compartilhar
comentários
Rossi e Lorenzo batem boca em coletiva; confira transcrição

Artigo anterior

Rossi e Lorenzo batem boca em coletiva; confira transcrição

Próximo artigo

2º, Rossi reconhece que vitória em Misano "era impossível"

2º, Rossi reconhece que vitória em Misano "era impossível"
Carregar comentários