Após perder liderança, Viñales se queixa da Yamaha

Piloto espanhol diz que não tem mesma boa sensação do início do ano com o novo chassi utilizado pelos japoneses

Após perder liderança, Viñales se queixa da Yamaha
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Depois de liderar o campeonato mundial desde o início, Maverick Viñales perdeu a liderança da MotoGP nas duas últimas provas após um décimo lugar no GP da Catalunha e uma queda no GP da Holanda.

Depois disso, Viñales se queixou da eletrônica de sua Yamaha depois de terminar em 11º na classificação sob chuva em Sachsenring, e acha que o mesmo problema o segurou na corrida, disputada em piso seco. O espanhol foi o quarto e atualmente é o vice-líder do mundial.

"De alguma forma nas últimas corridas tivemos problemas, modificamos a eletrônica e perdemos muita potência", explicou Viñales.

"Toda corrida, menos potência, menos potência e agora parece que precisamos de mais potência da eletrônica.”

"Em algumas corridas ficamos realmente confusos e precisamos manter a mesma linha desde o início, a mesma eletrônica. Mas mudamos muito durante todas as corridas.”

"Eu acho que no domingo também não fomos também 100% com a eletrônica, assim como no molhado. Portanto, temos que trabalhar para obter essa confiança que tivemos no início da temporada."

A decisão do chassi não é minha

Sachsenring marcou a segunda corrida seguida que Viñales andou com o novo chassi da Yamaha que testou pela primeira vez após a corrida de Barcelona.

O espanhol disse que sentiu que o novo quadro não se adequa ao seu estilo de pilotagem como o que começou o ano, mas disse que qualquer decisão de abandonar a solução exigiria a aprovação da equipe também.

"Não é uma decisão que posso tomar sozinho, é em conjunto", disse Viñales. "Somos uma equipe e precisamos tentar ir na mesma direção.”

"No momento, eu me sinto bem, mas repito: Me senti melhor com a moto que eu tinha no início da temporada."

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont

compartilhar
comentários
Espargaró: KTM deve se sentir "muito orgulhosa" de estreia
Artigo anterior

Espargaró: KTM deve se sentir "muito orgulhosa" de estreia

Próximo artigo

Sob risco de perder MotoGP, Barcelona antecipa reformas

Sob risco de perder MotoGP, Barcelona antecipa reformas
Carregar comentários