Após vencer, Márquez reconhece risco em troca: "quase caí"

Marc Márquez diz que mudança de pneu de chuva antes de largada o levou a entrar nos boxes antes de todos; troca foi fundamental para vitória tranquila em Brno

Após vencer, Márquez reconhece risco em troca: "quase caí"
Podium: Race winner Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team leads at the start
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Third place Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, Polesitter Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Race winner Marc Marquez, Repsol Honda Team
Carregar reprodutor de áudio

Marc Márquez decidiu o GP da República Tcheca, realizado neste domingo (6), na segunda volta, quando parou para a troca de moto antes de todo o pelotão, o que deu ao espanhol uma vantagem mais do que confortável para vencer a prova - Márquez cruzou a linha de chegada com mais de 12 segundos sobre Dani Pedrosa, segundo colocado em Brno.

Ironicamente, Márquez entrou cedo para a troca por ter cometido um erro na escolha de pneu para a largada, optando pelo traseiro macio, o que se mostrou um equívoco já na segunda volta, quando o piloto da Honda perdeu várias posições.

"Honestamente, nesta manhã com o pneu traseiro duro, não me senti bem por algum motivo. Era um pneu estranho. Perdi toda a confiança, e quando eu saí do box para o grid, senti algo estranho com o pneu duro, então eu disse ' vou colocar o macio'", contou.

"Mas quando começamos a corrida percebi que era a opção errada. Eu estava patinando demais no início. Mas então, quando vi que estava ficando seco, disse: 'OK, essa é a minha hora – flag to flag - vou tentar atacar'.”

Foi então que Márquez decidiu pela entrada no box para a troca de moto. Apesar de acertada, a decisão foi bastante arriscada, segundo revelou o espanhol, que admitiu que a troca esteve muito próxima de terminar em uma queda.

"Então eu fui muito, muito cedo (para o box). Ainda estava molhado, muito, muito difícil. Na segunda volta, quase caí muitas, muitas vezes. Mas fiquei na moto e comecei a dar o máximo. Eu tive meu ritmo. Quando eu vi P1 e +22, apenas controlei a distância. Eu conseguiria ser mais rápido, mas não havia a necessidade”, afirmou.

Com 14 pontos de vantagem sobre Maverick Viñales após a vitória em Brno, Márquez completou ressaltando a dificuldade de uma corrida como a vista na República Tcheca e reforçou que ainda há muito campeonato pela frente. "Esse tipo de corrida é difícil, e esse campeonato será longo e difícil", encerrou.

compartilhar
comentários
Estratégia dá a Márquez conforto no campeonato; veja
Artigo anterior

Estratégia dá a Márquez conforto no campeonato; veja

Próximo artigo

Em 2º, Pedrosa não desiste do título e fala em “impulso”

Em 2º, Pedrosa não desiste do título e fala em “impulso”
Carregar comentários