Conteúdo especial

Coluna do Mamola: Rossi terá uma temporada dolorosa?

Valentino Rossi não teve uma pré-temporada das melhores e foi ofuscado por Maverick Viñales; Randy Mamola, colunista do Motorsport.com, avalia se o italiano terá um ano difícil em 2017

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Se a grande conclusão da pré-temporada da MotoGP é sobre a quase certa disputa entre Marc Márquez e Maverick Viñales, há algumas questões sem resposta, como qual será o desempenho de Valentino Rossi após uma pré-temporada distante do topo.

Teremos que esperar até o próximo domingo para descobrir, mas agora vamos analisar alguns fatos que parecem irrefutáveis.

Primeiro, a chegada de Viñales chocou Rossi. Após anos de uma relação conturbada, a tensão se aliviou quando Jorge Lorenzo anunciou a saída para a Ducati. Entretanto, se Viñales seguir mostrando o nível da pré-temporada, as faíscas voltarão a surgir na garagem da Yamaha.

Rossi é experiente dentro e fora das pistas. Como vimos no passado, o italiano já provou que conhece todos os caminhos, o que nos leva a pensar se a fraqueza apresentada é real ou se seremos surpreendidos pelo piloto quando a temporada começar.

Ainda é necessário aguardar a confirmação, mas se há algo claro para mim é que Viñales será protagonista nesta temporada, algo que talvez exerça alguma influência sobre o novo companheiro, o mesmo piloto que supostamente é o maior rival na pista.

O espanhol não sofreu uma queda sequer em 11 dias de testes oficiais, enquanto Rossi e Márquez caíram - o atual campeão caiu sete vezes, com cinco delas acontecendo durante a última bateria de testes, no Catar.

Podemos concluir destes fatos que Viñales forçou Márquez a assumir mais riscos, o que talvez aumente a tensão entre os dois pilotos - algo que pode ser positivo para o campeonato.

Márquez tem 24 anos, 14 a menos do que Rossi. O italiano tem consciência da própria idade e do quanto quedas podem machucar, então isso pode ser uma vantagem para os mais jovens.

Na atual MotoGP, os pilotos não têm tempo para descansar: o calendário é intenso e não há longos períodos entre as batalhas, algo totalmente diferente de minha era no campeonato. As rivalidades são maiores, os pilotos são mais fortes e agressivos, exige-se pilotagem no limite. 

Vale a pena olhar para a temporada passada e ver o desempenho de Rossi. Ele venceu em Jerez e Barcelona, duas etapas em que todos sofreram muito com os pneus Michelin.

Em um piso de pouca aderência, Rossi é mestre no controle do acelerador e por isso ele andou tão bem. No entanto, a Michelin melhorou os compostos para 2017, algo que pode jogar contra Rossi durante a temporada.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Márquez: "Não saberei quem é meu rival até o meio do ano"
Próximo artigo Guia: Com 6 marcas e nova rivalidade, MotoGP promete em 2017

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil