MotoGP
14 ago
Evento encerrado
21 ago
Evento encerrado
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
Canceled
15 out
Próximo evento em
13 dias
R
GP de Aragón
16 out
Próximo evento em
14 dias
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
R
GP de Teruel
23 out
Próximo evento em
21 dias
R
GP da Malásia
29 out
Canceled
R
GP da Europa
06 nov
Próximo evento em
35 dias
R
GP de Valência
13 nov
Próximo evento em
42 dias
R
GP de Portugal
20 nov
Próximo evento em
49 dias

Lorenzo: "Sachsenring é o circuito mais difícil para mim"

compartilhar
comentários
Lorenzo: "Sachsenring é o circuito mais difícil para mim"
Por:
Traduzido por: Daniel Betting

Jorge Lorenzo não conseguiu revalidar em Assen seus dois grandes resultados de Mugello e Barcelona, e agora chega a um circuito que nunca foi bem e o coloca entre os "difíceis"

Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Press Conference, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Podium: Jorge Lorenzo, Ducati Team

Desde sua estreia na MotoGP, em 2002, Jorge Lorenzo nunca venceu na Alemanha, o que faz da corrida do próximo fim de semana em Sachsenring, um lugar onde o espanhol tem contas a acertar.

"Existem vários circuitos em que temos contas pendentes. Passamos um, Assen, e agora chegamos a Sachsenring, que eu acredito ser o circuito mais difícil para mim ao lado de Phillip Island", explicou Lorenzo nesta quinta-feira na coletiva pré-GP alemão.

Embora saiba que suas opções são mínimas, está curioso para ver como ele se sente agora que tem a Ducati mais na mão.

"Aqui não consegui vencer, e é por isso que será interessante ver como a moto melhorou. Se conseguirmos reduzir a diferença com os outros, pela metade, será uma ótima notícia", completou.

Lorenzo terminou em 11º no ano passado em Sachsenring, a mais de 25 segundos do vencedor, Marc Márquez.

Leia também:

"Neste circuito há dois setores que o fazem quase como uma pista de kart, mas acho que a moto melhorou muito."

Lorenzo é o piloto que liderou mais voltas no mundial deste ano, quase 40% das voltas.

"Ser aquele que liderou mais voltas é um bom sinal, especialmente considerando que até Jerez não fui capaz de liderar nenhuma."

"Agora sinto que tenho energia suficiente para ser rápido durante toda corrida."

O que está claro é que a Alemanha é território de Márquez, e apenas um erro do piloto da Honda pode tirar a vitória de suas mãos.

"Se Márquez ganhou oito vezes aqui, será por algo. O favorito é Marc, que venceu cinco vezes na MotoGP. Este pode ser o último ano aqui, e seria uma má notícia para ele, mas pode ser boa para mim", disse ele com um sorriso no rosto.

"Seria uma pena se esta etapa saísse do calendário, para todas as pessoas que vêm. Mas também é verdade que a segurança aqui não está no nível mais alto", disse, agora mais sério.

"Neste momento, a MotoGP é um dos esportes mais espetaculares do momento; Dorna fez um bom trabalho", concluiu.

Rossi: Pedrosa merecia um título da MotoGP, "no mínimo"

Artigo anterior

Rossi: Pedrosa merecia um título da MotoGP, "no mínimo"

Próximo artigo

Barros: Espero que em breve brasileiros apareçam na MotoGP

Barros: Espero que em breve brasileiros apareçam na MotoGP
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Alemanha
Pilotos Jorge Lorenzo
Autor Oriol Puigdemont