Lorenzo vê pior início da carreira “difícil de aceitar”

Piloto abandona corrida na Argentina na primeira curva e ocupa 18ª posição no campeonato após duas provas

Lorenzo vê pior início da carreira “difícil de aceitar”
Jorge Lorenzo, Ducati Team, crash
Jorge Lorenzo, Ducati Team, crash
Jorge Lorenzo, Ducati Team, crash
Jorge Lorenzo, Ducati Team, crash
Jorge Lorenzo, Ducati Team, crash
Jorge Lorenzo, Ducati Team, crash
Jorge Lorenzo, Ducati Team, crash
Carregar reprodutor de áudio

Depois de terminar em 11º na primeira corrida do ano no Catar, a esperança de um bom resultado no GP da Argentina para Jorge Lorenzo acabou logo na primeira curva. Saindo de 16º no grid, o piloto acertou a traseira da Suzuki de Andrea Iannone e acabou caindo.

"Foi um acidente desagradável", disse ele depois da corrida. "Fazia muito tempo, talvez desde a Austrália em 2009, que eu não fazia a primeira curva. Isso é muito decepcionante.”

"Eu precisava mais do que nunca de quilômetros e voltas para manter a melhoria que fizemos durante o fim de semana com a posição da moto, com a forma de andar usando mais o freio traseiro para parar a moto.”

"No warm-up eu me senti muito bem, foi um bom começo, mas na primeira curva eu ​​decidi ir por dentro, havia muitas motos ali e de alguma forma eu encontrei a roda traseira de Iannone.”

"Eu toquei nele um pouco, a moto foi para o outro lado e eu caí. Estou muito decepcionado.”

"É um momento ruim, e ainda temos 12 dias antes da corrida de Austin para subir na moto novamente. Eu gostaria de ir agora ou amanhã.”

"É difícil de aceitar, mas pelo menos eu não estou ferido. Encontramos especialmente uma boa maneira de sermos mais competitivos no futuro."

Lorenzo deixa a Argentina no 18º lugar no campeonato, pior que seu 16º depois de duas provas em 2014 quando caiu na primeira volta no Catar e terminou em 10º em Austin depois de queimar a largada.

Excluindo 2014, a posição média de Lorenzo após duas etapas com a Yamaha era segundo, incluindo cinco lideranças.

"Catar foi um grande desastre, tive sorte de terminar em 11º por causa dos muitos acidentes", disse ele. "E na Argentina, minha corrida não existiu. Em Austin começaremos nosso campeonato."

compartilhar
comentários
Viñales admite que queda de Márquez o fez agir com cautela
Artigo anterior

Viñales admite que queda de Márquez o fez agir com cautela

Próximo artigo

Márquez não consegue explicar acidente na Argentina

Márquez não consegue explicar acidente na Argentina