MotoGP: Márquez diz que apelo de Rossi com fãs é algo "irrepetível" na categoria

Apesar do relacionamento tenso, piloto da Honda diz que não tem problemas em reconhecer a importância de Rossi para a história do esporte

MotoGP: Márquez diz que apelo de Rossi com fãs é algo "irrepetível" na categoria

O hexacampeão Marc Márquez afirmou neste sábado que o apelo que Valentino Rossi tem uma audiência mais geral de fãs da MotoGP é algo "irrepetível" na categoria, com o italiano se preparando para a última corrida em casa neste fim de semana.

Rossi chega à aposentadoria da MotoGP no fim deste ano, com um total de nove títulos, sendo sete na categoria rainha e 115 vitórias. Além de seu sucesso na pista, Rossi ajudou a aumentar a popularidade da categoria e das corridas de moto em geral.

Leia também:

O GP da Emilia Romagna deste fim de semana em Misano marca a última corrida de Rossi em solo italiano, mas Márquez, um de seus principais rivais na categoria, está convencido que teremos fãs do piloto nas arquibancadas por muitos anos.

"Valentino, sua carreira no esporte e o que ele fez para a MotoGP é algo único, e sempre será único. Não há alguém próximo de repetir algo do tipo. Ele foi o primeiro a acumular muitas vitórias e fez muito pela motovelocidade mas, acima de tudo, ele é responsável por atrair muitos fãs ao esporte".

"E isso é algo irrepetível. Por isso, a MotoGP precisa ser muito grata a ele".

Marc Marquez, Repsol Honda Team and Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Marc Marquez, Repsol Honda Team and Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Photo by: Bridgestone

A rivalidade de Márquez e Rossi chegou a um ápice de tensão em 2015, com o italiano acusando o piloto da Honda de conspirar com Jorge Lorenzo para sabotar suas chances de conquistar o décimo título.

O momento mais tenso veio no GP da Malásia daquele ano, quando Rossi forçou a queda de Márquez da moto, levando o italiano a ser punido e largar no fundo do grid para a etapa final, em Valência, fazendo com que o título caísse no colo de Lorenzo.

As tensões pareciam ter abaixado após Rossi bater Márquez em um duelo emocionante em Barcelona em 2016, no mesmo fim de semana da morte do piloto da Moto2 Luís Salom. Na ocasião, os dois trocaram um abraço pela primeira vez desde o ano anterior.

Mas a rivalidade esquentou novamente em 2018, quando Márquez, em recuperação de uma punição por um procedimento incorreto de largada na Argentina, colidiu com Rossi, criando uma guerra declaratória entre ambos.

Em entrevistas dadas no início do ano, Rossi mantém a visão de que foi roubado do título de 2015, e segue culpando Márquez por isso.

Comentando sobre o relacionamento atual entre eles, Márquez disse: "Minha relação com ele não é boa, mas não tenho problemas em reconhecer o quão importante ele é para o esporte, admitindo a realidade".

"Em anos recentes, não temos sido rivais diretos e não depende de mim mudar o relacionamento, é algo que não me importa muito também".

SEXTA-LIVRE: Max MOSTRA DEDO DO MEIO para Lewis e POLÊMICO 'TRUQUE' da Mercedes em retas INCENDEIA GP

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - TELEMETRIA: Mercedes tem a vantagem nos EUA? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Em GP final na Itália, Rossi faz homenagem aos fãs com pintura especial no capacete
Artigo anterior

MotoGP: Em GP final na Itália, Rossi faz homenagem aos fãs com pintura especial no capacete

Próximo artigo

MotoGP: Quartararo diz que “inconscientemente” não arriscou na classificação em Misano

MotoGP: Quartararo diz que “inconscientemente” não arriscou na classificação em Misano
Carregar comentários