MotoGP: Mundo do esporte presta homenagem a Valentino Rossi, o "Michael Jordan das motos"

Homenagens não ficaram restritas ao mundo da MotoGP, com a F1 também saudando o multicampeão

MotoGP: Mundo do esporte presta homenagem a Valentino Rossi, o "Michael Jordan das motos"

O anúncio da aposentadoria de Valentino Rossi da MotoGP ao final desta temporada, feito nesta quinta-feira (05) na Áustria mexeu com o mundo do esporte. Ao longo do dia, pilotos da MotoGP e de outras categorias prestaram homenagens ao italiano, com o atual campeão, Joan Mir, classificando-o como o "Michael Jordan das motos".

Boa parte do grid atual cresceu vendo Rossi correr e frequentemente o citam como o maior ídolo e referência dentro do esporte. Logo após o anúncio de sua aposentadoria, os pilotos prestaram homenagens ao veterano nas coletivas de imprensa pré-GP da Estíria.

Leia também:

Quando perguntado sobre Rossi, Mir, piloto da Suzuki, o comparou com a lenda do basquete Jordan, como alguém que transcende o esporte que o tornou famoso.

"Teve uma pergunta feita por um jornalista, se ele se sente como o Michael Jordan, e certamente ele é o Michael Jordan das motos. Dificilmente teremos outro Valentino Rossi na história. Então, desejo a ele toda a sorte e espero vê-lo pelo paddock nos próximos anos".

Valentino Rossi, Petronas Yamaha SRT

Valentino Rossi, Petronas Yamaha SRT

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Fabio Quartararo, que substituiu Rossi na equipe oficial da Yamaha neste ano, acrescentou: "É difícil de acreditar, para ser honesto. Rossi já era bicampeão mundial quando eu nasci e pensar que não teremos ele conosco no ano que vem é triste".

"Valentino é o piloto que me fez querer correr na MotoGP. Eu esperava por horas na pista para ter seu autógrafo quando era uma criança. Ele ainda é meu ídolo, é uma lenda".

 

Cal Crutchlow, que será o companheiro de Rossi na Petronas SRT pelas próximas três corridas, substituindo Franco Morbidelli, correu ao lado do italiano em 2013, quando a Tech3 usava motos da Yamaha.

O britânico elogiou o impacto que Rossi teve nas corridas de moto: "Voltar é uma grande história, e fazer isso como companheiro de equipe de Rossi é algo ainda maior. Eu via ele quando era criança e sempre gostei de vê-lo correndo. Quando eu cheguei ele estava na Yamaha e pude aprender muito com ele".

"Foi super divertido correr com ele. Independente de onde íamos, se você falasse que era um piloto e eles não entendiam, bastava citar o nome de Valentino que eles rapidamente entendiam o que estávamos falando".

"Todos amam ele, e sua motivação para andar rápido é inacreditável. Sua mentalidade é um exemplo para todos. Foi fantástico estar ao seu lado nestes anos".

Ex-companheiro de Rossi na Yamaha, Maverick Viñales acrescentou: "Para mim, Rossi era um ponto de referência quando criança e comecei a sentir a paixão pelas motos quando vi suas vitórias".

"Dividir a equipe com Rossi me deu a oportunidade de aprender. Ele foi um ponto de referência para mim desde que tinha quatro anos, mas temos que agradecer a ele por tudo que fez, por ser uma inspiração e uma motivação para continuar".

"Foi muito bom dividir a equipe com ele e lutar ao seu lado, e especialmente nas corridas onde nos encontramos, como Malásia e Tailândia. Fora da pista, é uma ótima pessoa. Ele está no topo e é o melhor de todos os tempos. É triste, mas ele venceu muito e temos que ser gratos a ele".

As homenagens a Rossi não ficaram restritas ao mundo da MotoGP. A McLaren foi uma das equipes que se manifestou: "Um dos maiores a agraciar o esporte a motor. Parabéns por uma trajetória estelar Valentino. 26 anos incluindo sete títulos da MotoGP, 89 vitórias 55 pole positions e 199 pódios na classe".

 

A Mercedes também fez uma homenagem a Rossi, usando uma foto de quando o italiano e Lewis Hamilton "trocaram de escritórios". Enquanto Rossi andou com o carro da Mercedes, Hamilton deu umas voltas na Yamaha.

"O mundo das corridas diz adeus a um dos maiores do mundo do esporte a motor. Um homem que absolutamente definiu uma geração de corridas de moto com nove títulos, sendo sete na MotoGP. Aproveite a aposentadoria!".

 

VALENTINO ROSSI confirma APOSENTADORIA da MOTOGP ao final de 2021; relembre trajetória

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast – A primeira metade do campeonato da F1 foi a mais incrível dos últimos anos?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Rossi testou Ferrari na F1 e quase foi piloto da Sauber; relembre história

Artigo anterior

MotoGP: Rossi testou Ferrari na F1 e quase foi piloto da Sauber; relembre história

Próximo artigo

MotoGP: Rossi explica decisão de não correr em sua própria equipe, VR46, em 2022

MotoGP: Rossi explica decisão de não correr em sua própria equipe, VR46, em 2022
Carregar comentários