MotoGP
14 ago
Evento encerrado
21 ago
Evento encerrado
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
Canceled
15 out
Próximo evento em
25 dias
R
GP de Aragón
16 out
Próximo evento em
26 dias
R
GP de Teruel
23 out
Próximo evento em
33 dias
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
R
GP da Malásia
29 out
Canceled
R
GP da Europa
06 nov
Próximo evento em
47 dias
R
GP de Valência
13 nov
Próximo evento em
54 dias
R
GP de Portugal
20 nov
Próximo evento em
61 dias

MotoGP: Petronas Yamaha descarta rumores de contração de Dovizioso no lugar de Rossi para 2021

compartilhar
comentários
MotoGP: Petronas Yamaha descarta rumores de contração de Dovizioso no lugar de Rossi para 2021
Por:

O chefe da equipe usou suas redes sociais para negar que a Petronas esteja considerando o italiano para 2021 no lugar de Rossi

A Petronas, equipe satélite da Yamaha na MotoGP, negou os rumores de uma possível contratação de Andrea Dovizioso após a saída do italiano da Ducati ter sido confirmada.

A equipe já tem Franco Morbidelli garantido por mais dois anos e está próxima de trazer o multicampeão mundial Valentino Rossi em um contrato de um ano com opção de renovação por mais um.

Leia também:

Apesar de Rossi ter afirmado que sua permanência na MotoGP é "99% certa", um acordo com a equipe ainda não foi fechada por questões envolvendo o pessoal que Rossi levaria para a Petronas.

Com isso, surgiram rumores em veículos de imprensa europeus de que Rossi havia mudado de ideia e partiria para a aposentadoria, com Dovizioso próximo de fechar um acordo com a Petronas.

Porém, o chefe da Petronas Yamaha e antigo CEO do Circuito de Sepang Razlan Razali usou suas redes sociais para encerrar os rumores. Em um breve post no Facebook, Razali disse: "Passando tudo a limpo, não estamos considerando Dovi para 2021".

Dovizioso anunciou durante o GP da Áustria que sairá da Ducati no final da temporada, encerrando uma parceria de oito anos que rendeu 14 vitórias e três vice-campeonatos. Nem o piloto nem a Ducati deram detalhes sobre o que levou ao divórcio, apenas falando que o acordo não foi atingido.

Após o anúncio, Dovizioso admitiu que não tem plano B para 2021, mas sentiu que a decisão de sair da Ducati era necessária para permitir que ele pudesse focar totalmente na batalha pelo título de 2020.

O italiano havia sido ligado à KTM mais cedo no ano, mas a montadora austríaca já confirmou as duplas da equipe de fábrica e da Tech3. Isso o deixa apenas a Aprilia como opção realista, apesar do CEO Massimo Rivola admitir recentemente que não teria como bancá-lo.

Cal Crutchlow, que está de saída da LCR Honda, também tem seu nome ligado à vaga, além de Aleix Espargaró, enquanto a Aprilia segue apoiando publicamente Andrea Iannone, enquanto ele espera a audiência sobre seu afastamento por doping, marcada para outubro.

F1: Saiba quem é o novo chefe da Williams após saída de Claire e veja quem comanda os outros times

Podcast #066: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente ‘onde os fracos não têm vez’?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

MotoGP: Stoner diz que categoria sente falta de liderança de Márquez

Artigo anterior

MotoGP: Stoner diz que categoria sente falta de liderança de Márquez

Próximo artigo

MotoGP: Quartararo busca recuperação em Misano para manter a liderança do campeonato

MotoGP: Quartararo busca recuperação em Misano para manter a liderança do campeonato
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Andrea Dovizioso
Autor Lewis Duncan