MotoGP: Red Bull Ring não fará mudanças na curva 2 após grave acidente de 2020

Acidente entre Zarco e Morbidelli gerou muitas discussões sobre a segurança do local para os pilotos

MotoGP: Red Bull Ring não fará mudanças na curva 2 após grave acidente de 2020

O Red Bull Ring foi palco de um dos momentos mais assustadores da temporada 2020 da MotoGP, com um grave acidente que envolveu Johann Zarco e Franco Morbidelli e que por pouco não envolveu outros nomes, como Valentino Rossi. E mesmo após diversos pedidos de pilotos e equipes, a direção do circuito informou que não fará mudanças na curva dois, local do incidente, para o GP da Áustria de 2021.

Zarco e Morbidelli colidiram a mais de 320 km/h na curva dois do circuito durante o GP da Áustria, primeira de duas corridas no Red Bull Ring. Mas o impacto da colisão foi tão grande que as motos errantes quase acertaram Valentino Rossi e Maverick Viñales enquanto os pilotos da Yamaha passavam pela curva três.

Leia também:

Pelo incidente, Zarco foi considerado culpado e foi penalizado com uma largada no pitlane, enquanto a MotoGP fez o circuito instalar uma barreira na parte de cima do morro, para evitar uma repetição do caso no GP da Estíria, realizado apenas uma semana depois.

O caso levantou muitas discussões sobre uma possível necessidade de alterar aquela seção do circuito, para tirar um pouco da velocidade máxima que os pilotos atingiam no local da colisão. 

Mas em uma entrevista com a edição alemã do Motorsport.com, o diretor de corridas do circuito, Andy Meklau, confirmou que o traçado seguirá o mesmo de 2020.

Ele também revelou que o muro na curva três ficará no mesmo local, enquanto a brita na saída da curva dois a caminho da seguinte foi estendida após uma investigação determinar que a moto de Morbidelli não desacelerou o suficiente após a colião.

Franco Morbidelli, Petronas Yamaha SRT crash

Franco Morbidelli, Petronas Yamaha SRT crash

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

"Foi homologado assim para 2021 e é assim que vamos usar no final de semana do GP. Tudo foi implementado segundo os requerimentos da FIM. O Red Bull Ring e o Projekt Spielberg estão fazendo tudo que está ao alcance para garantir corridas seguras".

"Como o responsável, só posso dizer que uma corrida tem que seguir de modo seguro para todos os envolvidos, incluindo os participantes. A segurança é prioridade máxima. Se as motos ficarem ainda mais rápidas, podemos retomar a discussão da chicane".

"Vocês verão. Tudo depende da Federação. Eles são responsáveis por garantir que o traçado seja seguro e aprovado. A pista se adequa com o passar dos anos. Uma pista de corrida sempre segue em desenvolvimento".

"Nos últimos dez anos, eu segui o que implementamos estruturalmente com relação à segurança. Isso é exemplar. O Red Bull Ring é um exemplo".

O GP da Áustria está marcado para 15 de agosto, sendo o primeiro após a pausa de verão.

TRETA entre Hamilton e Russell? O que há de VERDADE em rumor NÃO DESMENTIDO por chefe da MERCEDES

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Um sorriso mesmo sem vitória? Quais são os pilotos mais carismáticos da F1, mas sem grandes resultados?

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Lorenzo diz que Rossi "decepcionou ele e os fãs" no GP de Doha

Artigo anterior

MotoGP: Lorenzo diz que Rossi "decepcionou ele e os fãs" no GP de Doha

Próximo artigo

MotoGP: Sede do GP da Indonésia é alvo de críticas da ONU por violações aos direitos humanos

MotoGP: Sede do GP da Indonésia é alvo de críticas da ONU por violações aos direitos humanos
Carregar comentários