Últimas notícias

Alonso diz que tem ideia clara sobre seu futuro, mas fora da F1

"Eu tenho uma ideia clara do que vou fazer. Não estou esperando alguém da F1 me ligar", disse o bicampeão da Fórmula 1

#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050: Fernando Alonso

Em meio às especulações sobre seu futuro, Fernando Alonso voltou a negar que voltará à Fórmula 1 em breve, dizendo que está focado em melhores desafios em outras categorias do automobilismo mundial.

Depois de vencer as 24 Horas de Le Mans pela segunda vez, o espanhol encerrou sua passagem pelo Campeonato Mundial de Endurance (WEC) com o título. O sucesso de Alonso nas corridas longas veio após o fracasso na tentativa de correr as 500 Milhas de Indianápolis neste ano.

Leia também:

Altos e baixos à parte, o fato é que o bicampeão da F1 não tem seu futuro definido para a temporada 2020, já que confirmou sua saída do WEC e negou a possibilidade de correr na IndyCar em tempo integral.

Outro caminho cogitado para Alonso foi o rali, já que o piloto espanhol testou a Hilux com a qual a Toyota disputou o Rally Dakar em 2019. Entretanto, o piloto negou que participará de campeonatos off road.

Assim, um retorno do bicampeão à F1 (relembre suas atuações mais destacadas na categoria em galeria no fim desta matéria) voltou a ganhar força nos últimos dias, especialmente após a evolução da McLaren na atual temporada. O espanhol deixou a equipe no fim da temporada passada, mas ainda têm vínculo com o time de Woking.

Entretanto, a escuderia britânica confirmou a manutenção de sua atual dupla de pilotos, Carlos Sainz e Lando Norris, para a temporada 2020, fechando a porta para Alonso e o brasileiro Sérgio Sette Câmara.

Desta forma, outras opções ventiladas para o espanhol foram Ferrari e Red Bull. No caso da escuderia italiana, o bicampeão poderia ocupar a vaga de Sebastian Vettel, que estaria cogitando seu retorno justamente para a Red Bull. O alemão, porém, tem contrato com o time de Maranello até o fim de 2020.

Já no caso da Red Bull, caso Vettel de fato fique na Ferrari, a vaga para a qual Alonso poderia rumar seria a de Pierre Gasly, que vem decepcionando em sua temporada de estreia pelo time de energéticos. Entretanto, o consultor da equipe, Helmut Marko, deixou claro que a contratação do espanhol é inviável por causa de sua desgastada relação com a Honda.

Alonso comentou: "Nos últimos anos, o que a F1 pode me oferecer em nível pessoal não é atraente o suficiente. Foi uma experiência excepcional para mim, mas hoje não encontro na F1 os desafios que quero”.

O bicampeão também falou sobre seu futuro, mas sem dar pistas: "Eu tenho uma ideia clara do que vou fazer. Não estou esperando alguém da F1 me ligar. Sempre escolhi onde e quando queria correr, porque me decido com base no que me faz feliz. O que farei no futuro está na minha cabeça e será conhecido no devido tempo".

O espanhol comentou ainda sobre sua experiência com a Toyota Hilux do Rally Dakar: "É um evento atraente, o mais importante do rali, mas também oposto às minhas qualidades ou modo de pilotar. Eu nunca competi no rali, então tentar o mais difícil do mundo de repente seria algo extremo".

GALERIA: As 25 atuações mais destacadas de Alonso na Fórmula 1

GP da Espanha de 2001
Em seu quinto Grand Prix com a Minardi, Alonso se classificou em 18º, à frente de Giancarlo Fisichella, da Renault, e Pedro de la Rosa, da Jaguar (com quem compete na foto, na primeira curva). Alonso terminou em 13º, à frente de Fisichella e Jenson Button.
GP do Japão de 2001
Alonso se classificou em 18º e terminou em 11º, à frente de Heinz-Harald Frentzen (Prost), Olivier Panis (BAR) e das duas Arrows.
GP da Espanha de 2003
Alonso se classificou em terceiro lugar com a Renault, atrás das duas Ferraris que ocuparam a primeira fila. Ele derrotou Barrichello no domingo para terminar em segundo, atrás de Schumacher.
GP da Hungria de 2003
Alonso quebrou o recorde de Bruce McLaren e se tornou o então mais jovem piloto da história a vencer uma corrida de F1.
GP da França de 2004
Uma de suas maiores derrotas. Michael Schumacher e a Ferrari realizaram uma incrível estratégia de quatro paradas para derrotar Alonso, que havia arrebatado a pole.
GP de San Marino de 2005
Em uma exibição épica de pilotagem defensiva na parte final da corrida, Alonso manteve Schumacher para trás e conquistou um de seus maiores triunfos.
GP do Japão de 2005
Talvez a corrida seja lembrada pela ultrapassagem de Kimi Raikkonen sobre Giancarlo Fisichella pela vitória em Suzuka, mas Alonso também brilhou, saindo de 16º para chegar no pódio.
GP do Japão de 2006
Sua última vitória com a Renault (pelo menos por enquanto!) antes da ida para a McLaren. Alonso estava em uma batalha com Michael Schumacher pelo triunfo até que o motor de Schumi explodiu, permitindo que o espanhol se aproximasse de seu segundo título.
GP da Europa de 2007 (Nurburgring)
Foi uma corrida maluca, com uma tempestade que interrompeu o evento. No reinício, Alonso venceu após uma dura batalha com Felipe Massa (Ferrari).
GP da Itália de 2007
Quarta vitória de Alonso naquela temporada, a última com a McLaren.
GP do Japão de 2008
Após sua polêmica vitória em Cingapura, Alonso conseguiu repetir a dose na próxima corrida, em Fuji, ao derrotar a BMW-Sauber de Robert Kubica.
GP do Bahrein de 2010
Alonso conseguiu uma vitória sortuda em sua primeira corrida com a Ferrari, já que o líder Sebastian Vettel, da Red Bull, sofreu um problema que o levou a terminar em quarto.
GP da Itália de 2010
Ele conquistou a primeira vitória da Ferrari em casa desde a era Schumacher, superando a McLaren de Jenson Button.
GP de Cingapura de 2010
No estilo Imola 2005, Alonso agarrou-se à vitória por apenas 0s293, depois da intensa pressão de Vettel.
GP da Coréia do Sul de 2010
Afetada pela chuva, a corrida marcou a quinta vitória de Alonso naquele ano.
GP da Inglaterra de 2011
Depois de uma parada ruim arruinar a corrida de Vettel, Alonso aproveitou a oportunidade para vencer por 16 segundos. Seria o único triunfo do espanhol e da Ferrari naquela temporada.
GP da Malásia de 2012
Em condições climáticas mistas, Alonso se manteve à frente do desafiante Sergio Pérez, da Sauber.
GP da Europa de 2012 (Valencia)
Depois de um erro estratégico na classificação, ele saiu em 11º, mas completou um domingo perfeito. Alonso acabou ganhando com uma vantagem confortável. Ele diz que talvez seja a sua melhor vitória.
GP do Brasil de 2012
Ele não pôde ganhar a corrida ou o título, mas passou de oitavo no grid para segundo na prova. Button foi inatingível na ponta e Vettel fez o suficiente para conquistar o mundial.
GP da Espanha de 2013
Ele saiu apenas em quinto, mas conseguiu algumas ultrapassagens incríveis na frente de seu público local. Ele passou Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton em uma única manobra, derrotou Vettel e, em seguida, passou o líder Nico Rosberg para alcançar sua última vitória na F1. Um dia de grande inspiração, sem dúvida.
GP da Hungria de 2014
Largando em quinto, Alonso conseguiu se colocar em primeiro lugar e parecia que poderia ganhar. No entanto, Daniel Ricciardo, com pneus mais novos, passou o espanhol a pouco tempo do fim e fez com que o bicampeão tivesse que se contentar com o segundo lugar.
GP dos Estados Unidos de 2016
A partir do 12º lugar com a sua McLaren-Honda, Alonso subiu a quinto, ultrapassando Massa antes de superar Sainz.
GP da Hungria de 2017
Outra grande performance, desta vez terminando em sexto após largar do oitavo lugar.
GP da Austrália de 2018
Largou em 11º e terminou em quinto, à frente da Red Bull de Max Verstappen.
GP do Azerbaijão de 2018
Com os dois pneus do lado direito perfurados por uma colisão, Alonso foi aos boxes. E ele não só terminou a prova: também conseguiu chegar em sétimo, apenas 10 segundos atrás do líder. Ele descreveu a etapa como uma "corrida irrepetível".
25

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Brawn diz que críticas ao carro de 2021 não têm sentido: "Bobagem"
Próximo artigo Fórmula 1: Red Bull processa patrocinadora da Haas por plágio

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil