Audi oficializa entrada na F1 em 2026, mas confirmação de equipe parceira sairá até o fim do ano

Anúncio foi realizado nesta sexta-feira antes do início das atividades em Spa-Francorchamps

Showcar with Audi F1 launch livery

A Fórmula 1 ganhará uma quinta montadora a partir de 2026. Na manhã desta sexta-feira, a Audi oficializou sua entrada no início da nova era de motores da categoria. A montadora alemã chega como fornecedora de motores mas ainda não confirmou qual equipe será sua parceira, uma decisão que ficará para o fim do ano.

O anúncio foi realizado em uma coletiva em Spa-Francorchamps, que contou com a presença do CEO da F1, Stefano Domenicali, e o presidente da FIA, Mohammed ben Sulayem. A Audi é a primeira grande montadora a anunciar seu envolvimento com a F1 a partir de 2026 para além das que já estão no grid.

Leia também:

E a Audi não deverá ser a única do Grupo Volkswagen no grid, com a expectativa de um anúncio da parceria da Porsche com a Red Bull nas próximas semanas.

A montadora desenvolverá seu motor na sede de Neuburg, com as operações sendo lideradas por Adam Baker, conforme adiantado pelo Motorsport.com mais cedo nesta semana. O local já possui bancos de testes para motores de F1, e a ideia é montar a equipe para o projeto até o fim do ano.

"O esporte a motor é uma parte integral do DNA da Audi", disse o presidente-executivo Markus Duesmann. "A F1 é tanto um palco global para nossa marca e um laboratório de desenvolvimento altamente desafiador. A combinação de alta performance e competição é sempre condutora de inovação e transferência tecnológica em nossa indústria".

"Com as novas regras, esse é o momento certo de nos envolvermos. Até porque F1 e Audi possuem objetivos claros de sustentabilidade".

No anúncio, a Audi disse que decidirá sobre a equipe parceira até o fim do ano, mas é um segredo bastante conhecido de que será a Sauber. No começo da semana, o Motorsport.com revelou que as partes chegaram a um acordo que levaria à compra de 75% das ações pela montadora, com a Sauber voltando a ser uma equipe de fábrica pela primeira vez desde os anos BMW.

Showcar with Audi F1 launch livery

Showcar with Audi F1 launch livery

Photo by: Audi Communications Motorsport

A chegada da Audi vem após anos de uma potencial entrada na F1, com a equipe preferindo focar seus esforços em carros esportivos e, até o ano passado, a Fórmula E.

A notícia é uma conquista forte da F1, que vive um aumento de popularidade nos últimos anos, o que a torna mais atraente para novas montadoras, auxiliada pelo compromisso no uso de combustíveis sustentáveis.

"Fico muito feliz em receber a Audi na F1, uma marca icônica da indústria, pioneira e inovadora tecnológica", disse o CEO da F1. "Esse é um grande momento de nosso esporte, que reforça a nossa força como plataforma global crescente. É também um reconhecimento de que nossa mudança para motores híbridos e combustíveis sustentáveis em 2026 é uma solução para o setor".

"Mal podemos esperar para ver o logo da Audi no grid e sabermos mais detalhes no futuro".

Enquanto isso, a Porsche está focada em um acordo com a Red Bull que envolve a compra de 50% das ações da equipe. Já a Audi explorou suas opções, negociando com McLaren e Williams antes de chegar à Sauber, que hoje opera na F1 com o nome Alfa Romeo.

A Alfa Romeo tem uma parceria de longo prazo com a Sauber que é revisada de forma anual, mas o CEO da marca italiana, Jean-Philippe Imparato, disse ao Motorsport.com recentemente que não era cego ao interesse da Audi. O acordo da Alfa com a Sauber desde 2018 é basicamente um patrocínio máster, com a equipe usando motores Ferrari.

Showcar with Audi F1 launch livery

Showcar with Audi F1 launch livery

Photo by: Audi Communications Motorsport

Podcast #192 – Sequência de corridas decidirá campeonato da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Verstappen descarta 'modo relax' por parte da Red Bull: "Nosso objetivo é ganhar as nove corridas"
Próximo artigo F1: Ferrari troca motor de Leclerc, que larga do fundo do grid no GP da Bélgica

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil