Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
49 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
56 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
70 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
84 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
98 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
105 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
119 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
133 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
140 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
154 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
161 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
175 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
189 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
217 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
224 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
238 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
245 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
259 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
273 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
280 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
294 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
308 dias

Chefe da Ferrari diz que ordem da equipe não pretendia beneficiar Vettel

compartilhar
comentários
Chefe da Ferrari diz que ordem da equipe não pretendia beneficiar Vettel
Por:
14 de abr de 2019 09:30

Mattia Binotto disse que fez mudanças para que algum carro da equipe pudesse se aproximar da Mercedes no início da prova

O chefe da Ferrari, Mattia Binotto, insiste que a decisão de trocar seus pilotos de posição na primeira parte do GP da China não foi feita apenas para beneficiar Sebastian Vettel.

Charles Leclerc havia ultrapassado o alemão pelo terceiro lugar no início, mas não conseguiu acompanhar o ritmo dos principais carros da Mercedes.

A Ferrari logo tomou a decisão de colocar Vettel à frente do monegasco, com Leclerc cumprindo a ordem na 11ª volta, apesar de aparentemente se opor.

Leia também:

Mas Vettel também não conseguiu diminuir a vantagem da Mercedes, o que levou Leclerc a informar à Ferrari que agora ele estava perdendo tempo atrás de seu companheiro de equipe.

Apesar da grande atuação de Leclerc no Bahrein, Binotto havia reafirmado antes da China que o tetracampeão permanecia como a principal esperança da Ferrari para o título de 2019.

No entanto, falando depois da corrida, Binotto ressaltou que a decisão não foi feita com a intenção de beneficiar Vettel às custas de Leclerc.

"Eu entendo o sentimento de Charles, é uma pena para ele", disse Binotto à Sky Sports F1. “Mas nessa fase da corrida as Mercedes estavam um pouco mais rápidas, acho que simplesmente tentamos dar a Sebastian uma chance e ver se poderíamos ter igualado o ritmo da Mercedes, que era fundamental naquele estágio da corrida.”

“Não era para dar uma vantagem ao piloto apenas, mas, como um time, estávamos tentando o que podíamos. O estágio inicial foi um momento importante da corrida.”

Binotto acredita que a ordem da equipe não foi o que permitiu a Verstappen a se aproximar dos dois carros da Ferrari.

“Eu acho que uma aproximação haveria, de qualquer maneira, um dos dois pilotos teria sido pressionado, quem quer que fosse.”

“Como perspectiva de equipe, acho que isso não mudaria, por isso, novamente, acho que a escolha foi simplesmente tentar tudo que pudéssemos naquele momento inicial.”

Binotto disse que Leclerc tinha todo o direito de se sentir chateado com o desenrolar da corrida.

“Acho que se Charles está chateado, ele está certo em ficar chateado, e devemos aceitar isso. Acho que é uma pena para ele e, da próxima vez, talvez ele seja o beneficiado.”

Sebastian Vettel, Ferrari SF90, leads Charles Leclerc, Ferrari SF90, as he locks up

Sebastian Vettel, Ferrari SF90, leads Charles Leclerc, Ferrari SF90, as he locks up

Photo by: Andy Hone / LAT Images

Próximo artigo
Ferrari vive novo “drama” com Vettel e Leclerc e vê Mercedes disparar no Mundial

Artigo anterior

Ferrari vive novo “drama” com Vettel e Leclerc e vê Mercedes disparar no Mundial

Próximo artigo

Sainz diz que Kvyat deveria ter sido mais paciente após largada

Sainz diz que Kvyat deveria ter sido mais paciente após largada
Carregar comentários