Chefe espera melhora de Kvyat e rivalidade interna na STR

Franz Tost acredita que não terá a vida tão fácil no segundo semestre de 2016 com disputas internas

Chefe espera melhora de Kvyat e rivalidade interna na STR
(L to R): Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso with team mate Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR11 leads team mate Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR11
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR11 leads team mate Max Verstappen, Scuderia Toro Rosso STR11
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR11
Carlos Sainz Jr, Scuderia Toro Rosso STR11
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR11
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso
Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR11
Max Verstappen, Red Bull Racing on the drivers parade
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR11
Carlos Sainz Jr., Scuderia Toro Rosso STR11 and Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team RS16 battle for position

Desde que foi rebaixado da Red Bull para a Toro Rosso, Daniil Kvyat vem enfrentando um ano difícil. O piloto conquistou apenas dois pontos em oito provas, sempre andando atrás do companheiro de equipe Carlos Sainz, que vem surpreendendo após a saída de Max Verstappen do time.

O chefe da Toro Rosso, Franz Tost, diz que o relacionamento entre Sainz e Kvyat é melhor do que como era com Verstappen, mas ele acredita que isso tenha data para terminar.

"Eles têm uma boa relação", disse Tost de seus dois pilotos ao Motorsport.com.

"Eles se conhecem de antes, mas espere um pouco antes de falar que eles são mais próximos. Porque não há diferença se é Max Verstappen, Daniil Kvyat ou Carlos Sainz.”

"Atualmente temos uma vida bastante fácil porque Carlos está na frente. Espero que isso mude para que eles fiquem mais juntos e possam lutar entre si na pista. Eles podem se tocar e tudo mais. É assim que normalmente é.”

"Você pode dizer a eles cem mil vezes ‘você não deve fazer isso, você não deve fazer aquilo' e eles continuarão correndo, e é assim que é.”

"Eu espero que, a partir deste ponto de vista, a segunda metade da temporada se torne mais complicada."

Kvyat vai se recuperar

Para fazer Kvyat se recuperar de sua queda no meio da temporada, Tost insistiu que a coisa mais importante para o russo é recuperar a autoconfiança.

"É preciso um pouco de tempo para ele volte mentalmente, se acalme, esqueça a decepção e possa redefinir tudo. Mas isso leva tempo. Não é de um dia para o outro."

"É sempre mais difícil fazer a cabeça funcionar de maneira correta, porque o carro você pode acertar, pode mudar as coisas – amortecedores, o que for. A cabeça não se altera tão fácil.”

"É de autoconfiança que ele precisa. Uma vez que isso voltar, todos nós sabemos que ele será rápido e lutará por pontos."

Recordando briga "estúpida" na Austrália

A maior controvérsia dentro da equipe em 2016 foi na abertura da temporada, na Austrália.

Max Verstappen ficou bravo quando caiu para trás de Sainz devido à estratégia e uma parada lenta. O espanhol posteriormente se recusou a abrir caminho para o holandês e acabou sendo atingido por Verstappen.

"Na Austrália foi um pouco decepcionante ver o quão estúpido foi", lembrou Tost.

"Porque Carlos teve um problema durante o Safety Car com o bloqueio das rodas dianteiras e, portanto, tinha vibrações no carro. Tivemos que chamá-lo ao box antes por razões de segurança. E Max pensou que queríamos prejudica-lo sem dizer nada.”

"Max teria terminado a corrida fácil no quinto lugar, porque ele estava longe. Mas isso faz parte do processo de aprendizagem. Você não pode esperar ter dois jovens na equipe e ter tudo funcionando suavemente. Não é possível.”

"Estes são exatamente os erros que os jovens pilotos cometem e aprendem com tudo. Mas, mais uma vez, isso é normal. É parte do processo."

compartilhar
comentários
Sainz Jr.: Toro Rosso é "mais como um time" sem Verstappen
Artigo anterior

Sainz Jr.: Toro Rosso é "mais como um time" sem Verstappen

Próximo artigo

Sem opinar, Massa diz que Halo precisa de “teste real”

Sem opinar, Massa diz que Halo precisa de “teste real”
Carregar comentários