F1: Acordo secreto com FIA e perda de performance da Ferrari ainda deixam "gosto ruim" em rivais

Chefes da Red Bull e da Mercedes comentaram sobre como a performance da equipe italiana em 2019 tem impactos nas equipes até hoje

F1: Acordo secreto com FIA e perda de performance da Ferrari ainda deixam "gosto ruim" em rivais
Carregar reprodutor de áudio

A Ferrari tem passado por momentos difíceis na temporada 2020 da Fórmula 1, com uma grande perda de velocidade de reta, em comparação com 2019. E a controvérsia sobre o acordo secreto da equipe com a FIA após a investigação do motor do ano passado ajuda ainda mais a deixar um "gosto ruim" na boca das rivais. que questionam os resultados de 2019.

No GP da Bélgica, Sebastian Vettel e Charles Leclerc terminaram em 13º e 14º, tendo passado apenas cinco das 44 voltas com um carro no Top 10.

Leia também:

A perda de performance veio na sequência do polêmico acordo secreto com a FIA feito na pré-temporada, após os rivais questionarem se a unidade de potência da Ferrari cumpria o regulamento da F1.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse que o caso ainda deixa alguma frustração no ar, apesar da perda de performance da Ferrari neste ano.

"O caso ainda deixa um gosto ruim na boca", disse. "Obviamente você pode tirar suas conclusões a partir da performance atual da Ferrari. Há corridas que deveríamos ter vencido em 2019 se eles tivessem um motor dentro do regulamento".

"É obviamente muito difícil para eles, mas acho que o foco deles nos anos anteriores tem ido para áreas erradas. E é por isso que eles estão sofrendo com o que tenha sido envolvido no acordo".

Já o chefe da Mercedes, Toto Wolff, que havia falado sobre como a performance da Ferrari em 2018 e 2019 pressionou sua equipe, disse que concorda com os comentários de Horner, revelando que a montadora perdeu funcionários devido ao desafio imposto pela Ferrari.

"A Ferrari é uma marca icônica, e pessoas fantásticas constroem esses carros. É difícil dizer, porque não quero colocar mais lenha na fogueira. Mas, para nós, o desafio foi tão grande que nós sofremos".

"Perdemos algumas pessoas. Perdemos pessoas em termos de saúde. E é por isso que eu concordo com o comentário de Christian".

Wolff disse no início do fim de semana que a Ferrari tinha que questionar decisões tomadas por "certos membros da equipe" nesse momento de queda de performance.

Após a corrida, o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, explicou que a equipe ficou "desapontada e irritada" com a exibição na Bélgica.

Entenda o polêmico acordo secreto entre Ferrari e FIA que chocou rivais na

PODCAST Motorsport.com debate qual seria o calendário ideal da Fórmula 1; ouça

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: FIA afirma que roda solta de Giovinazzi é "preocupante" e lança investigação
Artigo anterior

F1: FIA afirma que roda solta de Giovinazzi é "preocupante" e lança investigação

Próximo artigo

Brawn culpa pneus por performance da Ferrari em Spa e fala de Sainz: "Deve estar nervoso para a próxima temporada"

Brawn culpa pneus por performance da Ferrari em Spa e fala de Sainz: "Deve estar nervoso para a próxima temporada"
Carregar comentários