F1: Bottas terá novo chassi em Portugal após acidente em Ímola

Elementos danificados podem ser reparados, mas não a tempo para GP de Portugal

F1: Bottas terá novo chassi em Portugal após acidente em Ímola

Depois de analisar o carro de Valtteri Bottas, que foi fortemente danificado no acidente em Ímola, a Mercedes decidiu montar um novo chassi para o finlandês, enquanto a danificada pode ser reparada, mas não a tempo para o GP de Portugal de Fórmula 1.

Bottas vai usar um novo chassi no final de semana de corrida em Portimão. O acidente com George Russell no GP da Emilia Romagna causou um impacto forte contra as barreiras, e as primeiras imagens dos dois carros destacaram os efeitos da batida na frente do carro da Mercedes.

Leia também:

O W12 do finlandês foi analisado no retorno à sede de Brackley, e os técnicos decidiram montar um novo chassi tendo em vista a viagem a Portugal - o quadro danificado foi considerado reparável, mas não a tempo para a próxima corrida.

O acidente em Ímola, além de ter provocado o abandono de Bottas e a necessidade de um esforço extra da equipe para a montagem de um novo carro, terá impacto também em um problema muito importante este ano, que é o orçamento.

Os danos nos monopostos recaem sobre o novo limite de gastos imposto pelo regulamento.

“Estamos muito próximos de gastar - admitiu Toto Wolff - e um dos aspectos mais temidos é a perda de um carro. Neste caso (Bottas em Ímola) não foi destruído completamente o carro, mas certamente não desejávamos algo assim."

É sempre muito difícil estimar o custo dos danos causados por um acidente, mas há dois anos (durante um teste em Barcelona) um incidente causou à montadora alemã a perda total de um carro, por um valor estimado em um milhão e meio de euros (aproximadamente 10 milhões de reais).

Não é o caso do carro do finlandês, já que a unidade de força e todos os componentes eletrônicos parecem totalmente recuperáveis, mas o item “peças de reposição” ainda é um problema que todas as equipes têm que enfrentar. Se os gastos ultrapassarem o teto estimado, o preço a pagar seria o de cortes nos desenvolvimentos, principalmente para as escuderias que disputam títulos mundiais.

Entenda como F1 na BAND liga sinal de ALERTA na GLOBO após “ROUBO” de audiência no GP de Ímola

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Por que temporada de 2021 promete ser a mais equilibrada dos últimos anos?

 

compartilhar
comentários
Ex-piloto detona limites de pista "artificiais" da F1: "Sempre fui contra"
Artigo anterior

Ex-piloto detona limites de pista "artificiais" da F1: "Sempre fui contra"

Próximo artigo

F1: Alpine crê que novidades de Ímola podem ir bem em outros GPs

F1: Alpine crê que novidades de Ímola podem ir bem em outros GPs
Carregar comentários