F1: Comissários voltam atrás, retiram pontos de Hamilton e multam Mercedes

compartilhar
comentários
F1: Comissários voltam atrás, retiram pontos de Hamilton e multam Mercedes
Por:
, Editor

A decisão se deu após o grupo de comissários rever os áudios, descobrindo que os testes de largada foram ordens da equipe e não do piloto

Lewis Hamilton pode respirar um pouco mais aliviado. Os comissários de prova da FIA decidiram por diminuir a punição ao piloto após o GP da Rússia de Fórmula 1. Em vez dos dois pontos em sua superlicença, o que o deixaria em uma situação complicada, agora é a Mercedes quem receberá uma multa.

O hexacampeão recebeu duas punições de cinco segundos durante a prova por cometer infrações ao realizar testes de largada em local inapropriado na saída dos boxes em direção ao grid, o que comprometeu sua prova.

Leia também:

Ele também havia recebido mais dois pontos em sua superlicença, totalizando dez, o que o deixava muito próximo de sofrer uma suspensão de uma corrida caso chegasse a doze até o meio de novembro.

Mas os comissários revisaram a punição e removeram os dois pontos, colocando no lugar uma multa de 25 mil euros à Mercedes.

"Os comissários receberam informações da equipe que o piloto do carro 44 recebeu instruções da equipe para realizar o teste no local incorreto. Isso foi confirmado pelos comissários através dos áudios da conversa entre a equipe e o piloto".

"Com base nesta informação, informamos a substituição dos pontos com a imposição de uma multa à competidora (Mercedes-AMG Petronas F1) no total de 25 mil euros".

Hamilton havia sido instruído pelo engenheiro Pete Bonnington para completar seus dois testes de largada nos locais que ele fez, sendo que ambos iam contra o que havia sido determinado pelo diretor de provas Michael Masi.

O piloto chamou a punição de ridícula e disse que os comissários estava "tentando pará-lo", enquanto o chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que houve exagero.

Com a remoção, Hamilton volta a ter oito pontos na superlicença, sendo que cada piloto pode acumular até 12 sem receber sanções. Os próximos pontos, dados após o incidente com Albon no GP do Brasil de 2019, cairão apenas no meio de novembro.

PÓDIO: Hamilton é punido e Bottas vence na Rússia, com Verstappen em segundo

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

Barrichello celebra Raikkonen por igualar recorde de largadas na F1: "Bem vindo aos 322!"

Artigo anterior

Barrichello celebra Raikkonen por igualar recorde de largadas na F1: "Bem vindo aos 322!"

Próximo artigo

Vettel detona: "Problema é com o carro inteiro"; Ferrari rebate e compara alemão com Leclerc

Vettel detona: "Problema é com o carro inteiro"; Ferrari rebate e compara alemão com Leclerc
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pilotos Lewis Hamilton
Autor Luke Smith