F1 e Amazon não descartam negócio em direitos de transmissão

Diretor de direitos de mídia da categoria, Ian Holmes falou sobre os modelos que podem ser empregados junto à companhia

F1 e Amazon não descartam negócio em direitos de transmissão

A Fórmula 1 afirmou que está em “contato regular” com a Amazon sobre possíveis acordos de direitos de TV e da disponibilidade por meio de sua plataforma.

Uma matéria no Financial Times em dezembro afirmava que a F1 estava em negociações “avançadas” com a Amazon sobre a exibição de corridas em streaming em 2021, construindo uma parceria com a Amazon Web Services.

Leia também:

A serviço tem expandido suas ofertas de esportes ao vivo nos últimos anos, adquirindo direitos da Premier League de futebol, tênis e NFL (sempre fora do Brasil).

Falando para mídia selecionada, incluindo o Motorsport.com, após o lançamento da última versão da F1TV Pro, o diretor de direitos de mídia da F1, Ian Holmes, disse que a categoria estava em "contato regular" com a Amazon.

Mas Holmes comparou com os acordos regulares de direitos de transmissão e a possibilidade de disponibilizar o F1TV Pro por meio dos serviços da Amazon.

“Na verdade, estamos envolvidos em dois tipos de discussões específicas”, disse Holmes quando questionado pelo Motorsport.com sobre um possível acordo com a Amazon.

“Existe o Amazon Channels. Esse seria um exemplo onde você tem o Amazon Prime, que é onde você vê o conteúdo que eles compram.”

“Fica dentro de seu conteúdo, canais onde eles carregam ofertas sob demanda - em alguns casos, canais lineares, em alguns casos ofertas de OTT. Estamos discutindo com eles em ambas as frentes.”

“Estamos conversando com eles sobre a aquisição específica de nossos direitos, da mesma forma que você faria para vender para qualquer outra empresa de mídia. Mas também estamos conversando com eles sobre um acordo de canais em que temos a oportunidade de colocar a F1TV Pro no mercado.”

A F1 disponibilizará a versão premium de seu serviço de streaming em 85 países para a temporada de 2021, expandindo para o Brasil, Eslováquia e República Tcheca.

Embora o serviço não esteja disponível no Reino Unido, Holmes disse que era possível para acordos de transmissão permitir tanto um pacote de direitos tradicionais, quanto a F1 TV Pro, como visto no Brasil este ano, e que isso poderia se estender a um acordo com a Amazon.

“Você poderia fazer um acordo em que, por um lado, eles adquiram seus direitos, nós separamos a F1 TV e que ela seja transmitida em canais? Talvez”, disse Holmes em relação à Amazon.”

“Eles não são diferentes de qualquer outra oferta de TV paga, no sentido de que, se estiverem adquirindo os direitos, podem querer exclusividade.”

“Mas em alguns mercados, eles não estão adquirindo os direitos, e em alguns dos mercados estamos conversando com eles sobre os canais, e já temos um acordo em vigor com outra parte, então não poderíamos fazer o lado dos direitos.”

“A questão é que estamos falando com eles no geral e especificamente sobre alguns exemplos.”

F1 2021: Rico Penteado explica tudo o que deve acontecer na pré-temporada no Bahrein

PODCAST: Pré-temporada de 2021 da F1 será a mais crucial da era híbrida?

 

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Pilotos de F1 continuarão se ajoelhando em 2021?

Artigo anterior

ANÁLISE: Pilotos de F1 continuarão se ajoelhando em 2021?

Próximo artigo

F1: Ricciardo coloca McLaren na ponta na primeira manhã da pré-temporada; Mercedes sofre problemas de câmbio

F1: Ricciardo coloca McLaren na ponta na primeira manhã da pré-temporada; Mercedes sofre problemas de câmbio
Carregar comentários