Fórmula 1 GP de Mônaco

F1: Entenda como Zhou acabou salvando pódio de Sainz em Mônaco

Demora de piloto chinês em chegar ao pelotão após acidente ajudou espanhol para a relargada

Carlos Sainz, Ferrari

Guanyu Zhou podia não saber disso na hora, mas sua demora para se livrar do acidente da primeira volta no GP de Mônaco de Fórmula 1 foi fundamental para ajudar Carlos Sainz a garantir um pódio.

Sainz se beneficiou de forma controversa por ter sido autorizado a ocupar seu terceiro lugar 'original' no grid para o reinício em Mônaco, após a bandeira vermelha inicial, com o papel de Zhou sendo central para o desenrolar das coisas.

Leia também:

A corrida do piloto da Ferrari inicialmente parecia ter terminado poucos segundos após a largada, quando o espanhol teve um furo de pneu ao tocar em Oscar Piastri na primeira curva.

Um pequeno corte no pneu dianteiro esquerdo, provavelmente devido ao assoalho de Piastri, foi suficiente para que seu pneu perdesse a pressão e o deixasse como passageiro quando ele derrapou na curva do Casino.

Quando ele parou, o resto do pelotão passou enquanto ele se movia para encontrar a ré e marchar lentamente de volta aos boxes.

Mas a tarde virou de cabeça para baixo quando, assim que chegou ao hairpin – com os líderes já saindo da chicane – a bandeira vermelha apareceu por causa do acidente envolvendo Sergio Pérez e os dois carros da Haas.

Em circunstâncias normais, a bandeira vermelha não teria sido um grande benefício para Sainz, mas acabou sendo.

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

Isso porque os regulamentos da F1 são claros na forma como determinam qualquer reinício após uma bandeira vermelha.

Afirmam que: “será tomada do último ponto em que foi possível determinar a posição de todos os carros”.

Do lado de fora, era bastante óbvio pelas imagens da TV onde os carros estavam circulando quando a bandeira vermelha apareceu, mas isso não era suficiente para determinar o grid.

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

Entende-se que o controle da corrida inicialmente parecia poder usar a linha de cronometragem do primeiro setor que está situada na entrada da Mirabeau.

No entanto, isso não foi possível porque nem todos os carros que ainda estavam na pista haviam cruzado a linha no momento em que a bandeira vermelha apareceu e o fato de Zhou, da Sauber, após uma péssima largada, ter perdido muito tempo com a batida de Perez foi crucial.

Primeiro, ele tentou evitar ser apanhado no caos, mas depois também esperou para encontrar um caminho livre entre os detritos.

Quando a bandeira vermelha foi acionada, ele estava apenas na entrada da Massenet.

Assim, como a FIA não pôde usar a linha de tempo setor 1 como marcador para decidir o grid, ela teve que usar o ponto de referência anterior mais confiável – que é a chamada 'linha dois' do safety car (SC2).

Em Mônaco, ela fica na saída da primeira curva e é uma linha branca que significa o ponto da pista onde termina a linha de saída do pit lane.

Com todos os carros tendo cruzado esta linha no momento em que a bandeira vermelha apareceu, ela então se tornou a ordem de referência para o reinício.

Isso significava que Sainz ocuparia o terceiro lugar em que estava quando cruzou o SC2, com alguns pilotos sendo embaralhados com base em seu desempenho na primeira curva.

Embora Lando Norris, em particular, achasse “injusto” que Sainz tivesse recuperado seu terceiro lugar depois do que aconteceu com ele, seu chefe de equipe, Andrea Stella, aceitou que a forma como a FIA aplicou as coisas para o reinício estava correta – e Zhou tinha sido um peça-chave no que aconteceu.

“Acho que o que a FIA fez foi a melhor coisa”, disse ele. “Além disso, está de acordo com o precedente, segundo o qual você usa a linha 2 do safety car quando o tempo do setor não está disponível.

“Não creio que utilizar os minisetores seja uma boa forma de fazer isso. E obviamente, o ponto que salvou Carlos foi que Zhou não havia ultrapassado o setor no momento em que a corrida foi suspensa. Sorte de Carlos…”

Leclerc vence, Piastri 2º e Max 6º em GP de Mônaco caótico após batidas

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

A McLaren já passou a Ferrari, sendo a segunda melhor da F1 2024?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Red Bull espera respostas da RB para resolver seus problemas
Próximo artigo F1: Alonso pensou que havia pontuado em Mônaco e fica na bronca com regra

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil