F1: Ferrari acredita que corridas classificatórias podem criar "bagunça" nos ajustes dos carros

Chegada do novo formato traz também modificações ao regulamento de parque fechado da categoria

F1: Ferrari acredita que corridas classificatórias podem criar "bagunça" nos ajustes dos carros

No próximo final de semana, teremos a estreia das corridas classificatórias na Fórmula 1, uma novidade no formato de um GP que vem dividindo opiniões. E para o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, a introdução do modelo junto com a chegada dos novos pneus da Pirelli, mais robustos para evitar estouros como os vistos em Baku, podem criar uma situação de "bagunça" nos ajustes dos carros para as equipes.

A novidade foi aprovada pela F1 no início da temporada para ser testada em três eventos ao longo do ano. Silverstone e Monza já estão confirmados, enquanto o último deverá ser realizado fora da Europa. Interlagos era visto desde o início como esse palco, mas as incertezas sobre o GP de São Paulo fazem com que a categoria adie essa confirmação.

Leia também:

A introdução do novo formato muda também a cara do fim de semana da F1. Na sexta, serão realizados o primeiro treino livre e a classificação, no modelo que já estamos acostumados, com Q1, Q2 e Q3. Os resultados desta sessão, formam o grid de largada da corrida classificatória.

No sábado, antes da corrida classificatória, ainda será realizado o TL2. Esta nova sessão terá uma duração de 100 quilômetros, cerca de um terço de um GP tradicional e seu resultado determinará o grid do domingo, com o vencedor da corrida sendo considerado o pole position, levando ainda três pontos, com dois para o segundo e um para o terceiro.

Questionado após o GP da Áustria se esperava ultrapassagens nas corridas classificatórias, já que todos teriam o mesmo composto, Binotto relembrou que a Pirelli terá uma nova construção para Silverstone, em resposta aos incidentes em Baku, e falou sobre como isso pode impactar as equipes.

"Temos que manter em mente que teremos uma nova especificação de pneus em Silverstone. Testamos ele aqui na Áustria mas, novamente, a maioria das equipes precisam ter mais experiência com ele, e teremos pouquíssimo tempo com ele".

"Será apenas a sexta de manhã antes da classificação. Então vamos direto para a classificação com o novo pneu".

"Mas, de qualquer jeito, é um novo formato, e teremos pouca experiência porque teremos parque fechado a partir da sexta. Isso é emocionante, isso pode ser emocionante".

"Acho que podemos ter alguma bagunça em termos de ajustes do carro. Não podemos otimizá-los por causa da falta de experiência com os pneus. Então acho que pode ser um grande final de semana nesse sentido".

Enquanto os carros ficarão em parque fechado absoluto entre a corrida classificatória do sábado e o GP do domingo, a situação é um pouco mais relaxada entre a classificação da sexta e a prova no dia seguinte.

Com um treino livre programado para o sábado de manhã, o segundo e último do fim de semana, as equipes terão liberdade para fazer alterações pontuais, mas sem poder fazer grandes modificações nos carros, então o ritmo do carro na sexta pode ditar a performance para o resto das sessões.

SAIBA como COBERTURA olímpica vai IMPACTAR Fórmula 1 na BAND

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual é o tamanho da temporada de Norris até agora?

 

.

compartilhar
comentários
F1 - Ricciardo: Pilotos que não seguem regras na classificação terão problemas no futuro

Artigo anterior

F1 - Ricciardo: Pilotos que não seguem regras na classificação terão problemas no futuro

Próximo artigo

Após Verstappen na Áustria, relembre pilotos que já conquistaram um 'Grand Chelem' na F1

Após Verstappen na Áustria, relembre pilotos que já conquistaram um 'Grand Chelem' na F1
Carregar comentários