F1: Ferrari acredita que Red Bull não tem como manter ritmo de desenvolvimento sem estourar orçamento

Equipe italiana planeja trazer o primeiro pacote de atualizações do ano na próxima etapa, em Barcelona

F1: Ferrari acredita que Red Bull não tem como manter ritmo de desenvolvimento sem estourar orçamento
Carregar reprodutor de áudio

No domingo, Max Verstappen venceu o GP de Miami, triunfando pela terceira vez na Fórmula 1 em 2022, logo após uma etapa dominante em Ímola, indicando que as atualizações recentes dão uma vantagem à Red Bull. Mas a Ferrari não acha que os rivais conseguirão manter tamanho ritmo de desenvolvimento já que as equipes estão limitadas pelo teto orçamentário.

A vantagem da Ferrari vista no começo da temporada foi apagada principalmente pela sua decisão de não introduzir nenhuma grande atualização até o momento, com o time italiano acreditando ser mais importante pensar a longo prazo.

Leia também:

Com todas as equipes limitadas pelo teto orçamentário de 140 milhões de dólares para este ano (R$717 milhões), a Ferrari acha que os gastos agressivos da Red Bull com atualizações no começo do ano podem implicar no time austríaco pagando o preço no fim do ano, quando ficar sem verba para seguir desenvolvendo o carro.

Falando após o GP de Miami, o chefe da Ferrari Mattia Binotto disse que a mudança de forma entre sua equipe e a Red Bull pode ser explicada pelas extensas atualizações trazidas pela rival para Ímola. Mas ele acredita que não tem como a Red Bull manter esse ritmo sem exceder o teto orçamentário até o fim do ano.

"É verdade que a Red Bull melhorou o carro desde o começo do ano, introduzindo atualizações. Se olharmos para as duas últimas corridas, talvez eles tenham ficado uns décimos mais rápidos que nós. Mas agora eu não tenho dúvidas de que, para acompanhar o ritmo, precisamos nos desenvolver, introduzindo atualizações".

"Eu espero, porque temos um teto orçamentário, que em algum momento a Red Bull tenha que interromper o desenvolvimento, se não não entenderei como que eles fazem isso".

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari

Mattia Binotto, Team Principal, Ferrari

Photo by: Alexander Trienitz

A Ferrari planeja o primeiro pacote de atualizações do ano para o GP da Espanha, e Binotto admite que essas novidades de Barcelona são críticas para a Ferrari ter uma injeção de ânimo nessa disputa.

"Pelo menos nas próximas corridas será a nossa vez de desenvolvermos o carro o máximo possível, ao introduzir atualizações. Acho que não é uma surpresa que devemos ter um pacote importante para Barcelona".

"Como sempre, espero que esse pacote funcione como esperado e, neste caso, que possamos reduzir a diferença que temos em comparação à Red Bull".

Tendo aguardado cinco corridas antes de trazer atualizações, a Ferrari parece estar selecionando bem o que apresentar. Binotto disse que as limitações financeiras fazem com que a equipe seja mais inteligente com as novidades.

"Não temos dinheiro para gastar com atualizações a cada corrida. É simples. Não é por inabilidade, mas sim pelo teto. De certo modo, temos que focar o desenvolvimento no que acreditamos, no momento certo e com o gasto correto".

PÓDIO: Verstappen DERROTA Leclerc em Miami e vê LIDERANÇA do campeonato mais de perto

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast - Verstappen derrota Leclerc em Miami e incendeia campeonato

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Vettel e Schumacher lamentam batida "estúpida" no GP de Miami
Artigo anterior

F1: Vettel e Schumacher lamentam batida "estúpida" no GP de Miami

Próximo artigo

F1 - Verstappen: Red Bull ainda tem "muito acerto e erro" com problemas no RB18

F1 - Verstappen: Red Bull ainda tem "muito acerto e erro" com problemas no RB18