F1: Ferrari não espera que Sainz esteja "totalmente integrado" no começo da temporada

Mattia Binotto espera que o espanhol esteja na melhor forma possível, mas admite que a pré-temporada reduzida é um empecilho em sua preparação

F1: Ferrari não espera que Sainz esteja "totalmente integrado" no começo da temporada

Carlos Sainz fará sua primeira aparição oficial como piloto da Ferrari na Fórmula 1 neste final de semana, na pré-temporada do Bahrein. Mas com o tempo reduzido de contato com o novo carro, apenas um dia e meio, o chefe da equipe italiana, Mattia Binotto, não espera que o espanhol esteja totalmente integrado com o time quando a temporada 2021 começar.

A redução da pré-temporada para apenas três dias causa preocupação em boa parte do paddock, já que quase metade do grid de 2021 é formado por pilotos novatos ou que estão em novas casas para este ano, o que pode prejudicar a integração às equipes e a performance no começo da temporada.

Leia também:

Apesar da Ferrari ter ajudado na integração de Sainz em Maranello ao arrumar um teste privado com carros recentes de F1 e um extenso programa de simulador, Binotto reconheceu que ele pode não estar 100% ajustado na primeira corrida.

"Apenas três dias de pré-temporada é muito pouco. Sabemos que Carlos terá um desafio. Organizamos testes com carros antigos em Fiorano. Acho que cada quilômetro que ele fez com nossos carros é importante para a integração à equipe e nossos procedimentos".

"Mas devo dizer que Carlos progrediu e está bem integrado. Acho que seu feedback do carro para os engenheiros tem sido bom. Acho que sua velocidade na pista também provou seu desenvolvimento a cada dia".

"Vai levar um tempo. Não esperamos que ele esteja 100% integrado no começo da temporada mas, novamente, cada dia será importante. Acho que ele estará pronto para a temporada. Se não estiver 100%, chegará perto. Porque ele não é um novato. É um piloto profissional com algumas temporadas na F1".

"Tenho certeza que saberá lidar bem com a situação e estará pronto".

Sainz chega a uma Ferrari que busca se recuperar após a pior temporada em 40 anos na categoria, tendo caído para o sexto lugar no Mundial de Construtores em 2020.

O espanhol sabe que apesar de querer estar pronto para a primeira corrida no fim do mês, ele sabe, por conta de experiências passadas, que esse processo leva tempo.

"Minha intenção obviamente é estar 100% pronto para a primeira corrida, mas sendo realista, na minha experiência, mudar de equipes mostra que isso não é fácil de atingir".

"Existem algumas coisas que você precisa lidar a cada corrida, nos treinos livres e classificatórios também. Apenas um dia e meio por piloto certamente não vai ajudar mas, ao mesmo tempo, estou tentando contar com a minha experiência para chegar o melhor possível".

"Meu 100%, que eu considero que exibi na McLaren, quando vou chegar lá? Difícil dizer. Minha intenção é que seja o mais rápido possível e se for já na primeira corrida, melhor, mas tudo depende do meu primeiro contato com o carro".

FERRARI 2021: Prestes a "IMITAR" motor da MERCEDES, equipe APRESENTA carro de 2021 de olho em 2022

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Podcast #092 – Pré-temporada de 2021 da F1 será a mais crucial da era híbrida?

 

.

compartilhar
comentários
F1 planeja mais eletricidade e botão de ultrapassagem para 2025

Artigo anterior

F1 planeja mais eletricidade e botão de ultrapassagem para 2025

Próximo artigo

Domenicali não vê racismo na F1 e quer conversar com pilotos sobre manifestações

Domenicali não vê racismo na F1 e quer conversar com pilotos sobre manifestações
Carregar comentários