F1: Ford conta com trunfo em projeto com Red Bull

Diretor de esportes a motor da marca reafirmou confiança na aliança com equipe austríaca

Sede da Red Bull Powertrains

Foto de: Jon Noble

Motorsport.com's Prime content

The best content from Motorsport.com Prime, our subscription service. <a href="https://www.motorsport.com/prime/">Subscribe here</a> to get access to all the features.

A Ford acredita que o foco único que ela e sua parceira de motores Red Bull têm em seu projeto de motor de Fórmula 1 para 2026 pode compensar a falta de experiência.

A gigante automobilística americana está se unindo à Red Bull Powertrains para ajudar a desenvolver um motor para os novos regulamentos de 2026.

Leia também:

Os planos ambiciosos, que farão com que a Red Bull produza a sua própria unidade de potência pela primeira vez na sua história levaram a sugestões de que poderia ser um passo grande demais e correria o risco de a equipe campeã mundial cair na hierarquia do grid.

Recentemente, o chefe da Red Bull, Christian Horner, disse que, embora estivesse atingindo suas metas de desempenho até o momento, não havia como compensar a falta de experiência em comparação com seu principal adversário.

“Estamos em uma curva de aprendizado acentuada, em que temos 70 anos de desvantagem em relação à Ferrari, mas temos um grande grupo de pessoas”, disse ele.

O parceiro de motores Ford aceita que há um enorme exercício de aprendizagem acontecendo com a Red Bull neste momento, mas também vê alguns aspectos positivos na forma como as coisas estão sendo abordadas.

Em particular, Mark Rushbrook, diretor global de esportes a motor da Ford, acha que não precisar se preocupar com as especificações atuais do motor foi um grande benefício para garantir que tudo fosse feito para tornar o design de 2026 o melhor possível.

Falando exclusivamente ao Motorsport.com sobre o desafio que ele esperava, Rushbrook disse: “É a Fórmula 1, sempre será um desafio.

“É absolutamente verdade que na Ferrari eles têm o conhecimento, todas as pessoas e toda a experiência em um sistema que já funciona. Então, sim, eles podem ter uma vantagem nisso.”

Jim Farley, CEO of Ford, Mark Rushbrook, Ford and Red Bull Racing Team Principal Christian Horner

Jim Farley, CEO of Ford, Mark Rushbrook, Ford and Red Bull Racing Team Principal Christian Horner

Photo by: Red Bull Content Pool

“Mas eu diria que uma das coisas em que temos vantagem é que a equipe que está trabalhando na unidade de potência para nós, para 2026, só está trabalhando na unidade de potência para 2026. Eles não estão trabalhando nas unidades atuais."

Rushbrook reiterou comentários recentes de Horner sobre o projeto estar certo, embora tenha admitido que era impossível saber como eles se comparam aos rivais.

"No início de qualquer programa você define metas e marcos, e neste momento estamos atingindo nossos próprios objetivos", disse ele.

“Mas o ritmo na F1 é muito mais rápido do que em qualquer outra modalidade de automobilismo em que participamos. É a todo vapor, desde o início do desenvolvimento até 2030, até terminarmos de correr neste conjunto de regulamentos."

Questionado sobre rumores recentes sugerindo que o motor Red Bull estava atrasado onde deveria estar, Rushbrook disse: “O que direi é que definimos nossos próprios objetivos para o desenvolvimento desta unidade de potência com base na experiência e no que sentimos que é necessário para ter sucesso em 2026.

“Não temos ideia de onde está a concorrência ou qual é a sua curva de progressão. Portanto, não temos uma comparação direta com os concorrentes. "

A Ford foi contratada pela Red Bull para ajudar especificamente no desenvolvimento dos elementos elétricos da nova unidade de potência.

No entanto, Rushbrook disse que sua empresa também começou a ajudar em outras áreas onde sua experiência pode ser utilizada.

“Temos uma interface técnica da minha equipe diretamente com o campus de Milton Keynes para contribuir nas mais diversas áreas”, disse ele.

“O motor de combustão interna e o turbo não estavam na lista inicial, mas há muito conhecimento que temos com modelagem e testes que podem ajudar, então isso também foi empregado. Nosso foco principal continua sendo a eletrificação, essa é uma grande oportunidade."

DETALHES da oferta da MERCEDES a Sainz, o PLANO B da Audi e o PRAZO da decisão. 'Retorno' de Bottas?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast #281 - Vitória muda Norris de patamar na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Haas 'dá o troco' e processa Steiner após publicação de livro
Próximo artigo F1: Ferrari oficializa chegada de dois membros-chave da Mercedes

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil