F1: Gasly pede à Alpine mais tempo de adaptação ao carro

Piloto francês fez um balanço das duas primeiras corridas pela nova equipe

Pierre Gasly, Alpine A523

Estreando pela Alpine na temporada 2023 da Fórmula 1, Pierre Gasly pediu à equipe de Enstone mais tempo de adaptação para melhorar sua velocidade com o carro.

O piloto francês saiu do guarda-chuva da Red Bull pela primeira vez neste ano, trocando a AlphaTauri pela Alpine, no lugar de Fernando Alonso.

Leia também:

Em sua estreia, Gasly se classificou em último no grid para o GP do Bahrein após exceder os limites de pista, mas fez uma boa recuperação durante a prova para terminar em nono. Na Arábia Saudita, ele repetiu o resultado, ficando uma posição atrás do companheiro Esteban Ocon.

Otmar Szafnauer, chefe da Alpine revelou que Gasly pediu paciência no processo de compreensão do carro, dos ajustes e da equipe de engenharia.

"Ele é novato e isso leva tempo. Ele está gostando da equipe, do time de engenheiros e mecânicos e nós gostamos dele. Ele é rápido, mas leva tempo para entender tudo do carro, e ele ainda está se acostumando conosco".

"Eu falei com ele após a Arábia e ele me disse 'me dê algumas corridas a mais que eu consigo encontrar alguns décimos'".

Pierre Gasly, Alpine F1 Team in the Press Conference

Pierre Gasly, Alpine F1 Team in the Press Conference

Photo by: Motorsport Images

Questionado sobre onde esse ganho viria, Szafnauer disse: "Acho que é uma compreensão geral de piloto e engenheiros para ajustar o carro de uma forma que ele goste".

O objetivo da Alpine para esta temporada era retomar a quarta posição no Mundial de Construtores, reduzindo a diferença para Red Bull, Mercedes e Ferrari. Para isso, a Alpine pretendia ter um salto de desenvolvimento do carro maior que o das rivais.

Mas, no momento, o time francês é o quinto na tabela com apenas oito pontos, 18 a menos que a Ferrari em quarto, perdendo terreno para a Aston Martin, a principal surpresa do ano.

"Não diria que estou feliz porque, obviamente, gostaria de estar lutando mais cima, e parece que no momento estamos distantes das quatro rivais", disse Gasly. "Temos o pelotão do meio um pouco atrás de nós, por mais que seja próximo, mas ainda estamos tentando nos aproximar dos times da frente".

"No geral, acho que é um começo decente. Mas, como uma equipe, queremos brigar por mais pontos. É apenas uma questão de tempo, até as novas peças do carro chegarem, e ainda há a questão de entendimento entre eu e a equipe, realmente compreender o que eu preciso do carro para extrair o máximo dele".

"Foram apenas duas provas e eu acho que foi decente. Mas, no geral, a performance não é tão boa quanto esperávamos. Vamos dar o nosso melhor para revertermos isso nas próximas corridas".

TELEMETRIA: Rico Penteado faz 'prévia' do GP da Austrália

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: treinos que valem pontos? F1 vai 'longe demais' com entretenimento?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Verstappen lidera o terceiro treino livre para o GP da Austrália; Alonso é 2º
Próximo artigo Q4 AO VIVO: Verstappen pole e tudo sobre a classificação na Austrália

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil