F1: Haas confirma Schumacher e Mazepin como pilotos para 2022

Com isso, 19 das 20 vagas do grid para o próximo ano estão confirmadas, restando apenas a identidade do segundo piloto da Alfa Romeo

F1: Haas confirma Schumacher e Mazepin como pilotos para 2022

O que já era esperado, agora está confirmado. A Haas anunciou que manterá Mick Schumacher e Nikita Mazepin como seus pilotos para a próxima temporada da Fórmula 1.

Schumacher e Mazepin estão em seu ano de estreia na F1, subindo da Fórmula 2 após o final do ano passado. E há semanas o chefe da Haas, Gunther Steiner, já deixava claro que o objetivo era manter sua dupla de pilotos para o próximo ano.

Leia também:

Em um comunicado divulgado antes do GP da Rússia, casa de Mazepin, a Haas confirmou os planos de não mudar seus pilotos.

"Sabíamos que queríamos continuidade no volante em 2022 e estou feliz por confirmar exatamente isso com Mick Schumacher e Nikita Mazepin competindo pela Haas no próximo ano", disse Steiner.

"2021 deu a chance para ambos aprenderem sobre a Fórmula 1 e, como novatos, eles fizeram muito disso neste ano".

"Certamente tem sido uma temporada difícil com o nosso pacote mas, ao mesmo tempo, ambos abraçaram o desafio e trabalharam em proximidade com a equipe para aprender nossos processos e se adaptarem aos rigores de uma campanha de Fórmula 1 e tudo que isso traz, interna e externamente".

"Agora, olhamos para 2022, e estamos confiantes de que podemos evoluir como equipe, dando a Mick e Nikita um pacote competitivo para que eles deem o próximo passo em suas carreiras na Fórmula 1".

A Haas optou por não desenvolver o carro de 2021 para colocar todo o foco na mudança de regulamento para a próxima temporada, tratando este como um ano de transição.

Isso deixou Schumacher e Mazepin no fim do grid, frequentemente batalhando apenas um contra o outro, levando a tensões entre a dupla, visto mais recentemente em Zandvoort, com incidentes na classificação e na corrida.

Enquanto não haviam dúvidas sobre a continuidade de Mazepin, principalmente pelo fato da empresa de seu pai, a Uralkali, servindo como patrocinadora máster, o contrato de Schumacher necessitava de finalização.

"O primeiro ano junto com a Haas na F1 foi muito emocionante e instrutivo, e tenho certeza que poderei trazer toda a experiência ganha para o próximo", disse Schumacher.

"Novo regulamento técnico, a ambição impressionante de toda a Haas e o apoio da Ferrari me fazem acreditar que estaremos mais próximos do grid em 2022 e poderemos lutar por pontos".

Mazepin acrescentou: "Estou muito animado pelo próximo ano, o novo carro, e ter a oportunidade de seguir com a Haas, crescendo junto deles. Acho que seremos mais fortes";

A confirmação da Haas significa que a única vaga ainda não anunciada para o próximo ano é a da Alfa Romeo, com a equipe ainda tendo que confirmar quem será o companheiro de equipe de Valtteri Bottas.

TELEMETRIA: Veja a 'prévia' do GP da Rússia com engenheiro brasileiro ex-Renault

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Ferrari estreará novo sistema híbrido no GP da Rússia; entenda

Artigo anterior

F1: Ferrari estreará novo sistema híbrido no GP da Rússia; entenda

Próximo artigo

F1 - Hamilton: Pressão de luta por primeiro título pode estar impactando Verstappen

F1 - Hamilton: Pressão de luta por primeiro título pode estar impactando Verstappen
Carregar comentários