F1: Hamilton diz que punição a Verstappen abre "precedente importante"

Britânico elogiou decisão dos comissários do GP da Itália de penalizarem rival com três posições no grid da próxima corrida, na Rússia

F1: Hamilton diz que punição a Verstappen abre "precedente importante"

Lewis Hamilton disse que a penalidade de Max Verstappen por causar a colisão entre os dois no GP da Itália estabeleceu um "precedente importante" para proteger a segurança dos pilotos de Fórmula 1 no futuro. O holandês recebeu uma punição de de três posições no grid para a próxima corrida, na Rússia, depois que a FIA considerou que ele era o principal culpado pelo incidente.

Os dois protagonistas da disputa pelo título mundial estavam lutando roda a roda durante a primeira chicane em Monza quando o piloto da Red Bull, tentando manter sua linha do lado de fora, foi lançado no ar por cima de uma zebra e passou por cima do carro do rival da Mercedes.

Leia também:

Os comissários consideraram que, como em nenhum ponto da manobra Verstappen estava totalmente ao lado de Hamilton, ele não tinha o direito de reivindicar o espaço, então deveria ter recuado. O britânico saudou a decisão, que ele acredita ter oferecido uma indicação clara sobre quando os pilotos precisavam ceder quando se trata de uma batalha difícil por posições.

"No final das contas, estou orgulhoso deles", disse o heptacampeão. "Acho que preciso de algum tempo para realmente refletir sobre isso, mas definitivamente abre um precedente. Acredito que é importante para avançar na segurança o fato de haver regras rígidas estabelecidas."

Max Verstappen, Red Bull Racing, looks on Lewis Hamilton, Mercedes W12 after colliding

Max Verstappen, Red Bull Racing, looks on Lewis Hamilton, Mercedes W12 after colliding

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

Hamilton avaliou que, por alguns pilotos se safarem de confrontos polêmicos no passado, não havia nada que os desencorajasse de repetir suas ações.

"Isso vai continuar até que tenhamos que aprender com nossos cenários no caminho certo, e eu não tenho um histórico desses incidentes", comentou. "No final das contas, quando você sai impune de coisas desse tipo, é fácil simplesmente continuar fazendo."

Ele também sugeriu que um código de conduta adequado, com regras claras sobre o que é ou não permitido em curva, seria de grande ajuda.

"Acho que todos nós, pilotos, estamos no limite", disse Hamilton. "Quando temos a linha interna, cada um tentará se manter na posição. É claro que quando você está em uma curva roda a roda e um carro está ao lado de você por fora, então você tem que ceder e dar espaço extra quando estiver à sua frente."

"Há uma regra conhecida de que o piloto que está à frente tem a preferência e, eventualmente, o outro deve conceder. Eu definitivamente acho que precisamos examinar isso e ter certeza de que as decisões certas estão sendo tomadas. Ninguém quer que alguém se machuque, e se pudermos colocar alguns protocolos melhores, talvez possamos evitar esse tipo de coisa no futuro", finalizou.

F1 2021: Verstappen e Hamilton BATEM, RIVALIDADE se acirra e Ricciardo vence com 1-2 da McLaren | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - Bottas: piloto que deixou a desejar ou talento 'sacrificado'?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Hamilton "surpreso" por Verstappen não checar se ele estava bem após acidente na Itália

Artigo anterior

F1: Hamilton "surpreso" por Verstappen não checar se ele estava bem após acidente na Itália

Próximo artigo

F1: Red Bull sabe que Verstappen é o culpado em Monza, diz Mercedes

F1: Red Bull sabe que Verstappen é o culpado em Monza, diz Mercedes
Carregar comentários