F1 - Hamilton indica permanência na Mercedes: "Pessoas criam boatos; vamos chegar a um acordo"

Heptacampeão alega que dificuldades da equipe em 2023 não condicionará seu futuro e ainda critica aqueles que dizem o contrário

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG

Lewis Hamilton e a Mercedes não começaram a temporada 2023 da Fórmula 1 da maneira que esperavam, e algumas falas do piloto e seu chefe Toto Wolff fez com que vários meios de comunicação publicassem sua possível saída. No entanto, o heptacampeão volta a jurar amor à sua equipa e garante que, nos momentos difíceis, sempre demonstrou o seu empenho.

Leia também:

Hamilton, que terminou a temporada 2022 sem vencer pela primeira vez, considerou que a equipe não ouviu seus conselhos no ano passado, e Toto Wolff pediu para todos remarem na mesma direção depois que a Mercedes parecia começar 2023 não apenas atrás da Red Bull e Ferrari, mas também da Aston Martin. E Hamilton promete fidelidade.

"A Mercedes me apoia desde os 13 anos. Tendo o ano difícil que tivemos em 2022, ainda estou aqui, e tenhamos ou não uma temporada difícil este ano, ainda estarei aqui", disse o britânico. "Sou um lutador e lutamos em equipe. Adoro o desafio de encontrar soluções e ainda acredito que sou capaz de colocar o carro em lugares onde outros não conseguem."

"Claro, gostaria que pudéssemos começar a temporada com um ótimo carro, mas é a jornada que realmente conta". Sobre os rumores de sua saída (ou mesmo de sua aposentadoria), Hamilton comentou: "No final das contas são pessoas que criam boatos sem fatos. Nunca é útil."

 

O contrato de Hamilton com a Mercedes termina em 2023. Toto Wolff, na apresentação da equipe, disse que eles já tiveram a primeira conversa, e ambas as partes seguem tranquilas.

"Não há atrasos em nosso contrato. Sempre estive muito, muito relaxado. Estou em uma posição de muita sorte e isso será feito quando estivermos prontos. Tenho um ótimo relacionamento com Toto, a Mercedes e apoiamos totalmente uns aos outros."

"Estou muito animado com o futuro que temos juntos e muito orgulhoso do trabalho que estamos fazendo dentro e fora da pista." E para especificar que o plano é a renovação, ele disse rindo: "Vamos chegar a um acordo, a menos que algo catastrófico aconteça entre Toto e eu, caso em que entraríamos no ringue!"

Hamilton, que está em sua 17ª temporada em 2023, completou 38 anos em janeiro, e ainda não vê a hora de se aposentar. Ele chega para a segunda corrida, em Jeddanh, na quinta colocação do mundial. 

Prenúncio de APOSENTADORIA? CRISE na Mercedes F1 precede FIM DA LINHA entre Hamilton e Wolff? DEBATE

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #221 - Crise na Mercedes pode significar fim da linha para Hamilton?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: FIA revisa sistema de pontos de penalidade para 2023; Gasly segue em perigo
Próximo artigo ANÁLISE F1: Conheça os "slidepods", a solução criativa da Aston Martin

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil