Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

F1: Kubica diz que falta de peças da Williams o obrigou a evitar zebras

compartilhar
comentários
F1: Kubica diz que falta de peças da Williams o obrigou a evitar zebras
Por:
15 de mar de 2019 13:25

Novo carro para a temporada 2019, FW42 teve problemas e atrapalhou os testes do polonês, que volta a disputar um GP após 8 anos

De volta à F1 pela Williams depois de oito anos sem disputar um GP, Robert Kubica disse que seus treinos livres na Austrália, nesta sexta-feira, foram comprometidos por falta de peças do FW42. Com isso, o polonês teve que evitar zebras em Melbourne. "Especialmente a segunda prática foi bastante comprometida. Lutamos bastante com a aderência geral. Já é difícil quando está funcionando bem, e agora temos que ficar longe das zebras, então não é fácil. Especialmente quando você está lutando para permanecer na pista”.

O polonês de 34 anos completou seu primeiro dia completo em um final de semana de Grande Prêmio desde 2010, mas as dificuldades de Williams o deixaram a quatro segundos do ritmo do líder Lewis Hamilton, da Mercedes. Kubica, porém, destacou a parte boa: "O lado positivo é que me senti melhor no segundo treino”.

Segundo o piloto, os problemas podem ser resolvidos para o treino classificatório deste sábado e a Williams tem os equipamentos necessários. Entretanto, o companheiro de George Russell fez um alerta: a equipe não tem "um monte de peças de reposição". O polonês ainda disse que “o carro é difícil de dirigir e, se você tiver danos, ainda mais difícil”.

Leia também:


A Williams teve um começo difícil em 2019 e está sem seu diretor técnico. Apontado com um dos responsáveis pelo vergonhoso atraso na preparação do FW42 para a pré-temporada, Paddy Lowe tirou uma "licença" por "razões pessoais". Além da demora na entrega do carro novo em Barcelona, foram necessárias modificações para garantir que o monoposto se enquadrasse às regras neste fim de semana.

No fim dos testes da Espanha, Kubica disse que sabia "20%" do que precisava para correr em Melbourne. Agora, admitiu que a sexta-feira tornou as coisas ainda mais difíceis: "Sabemos que a Austrália é mais irregular e o circuito é completamente diferente do Barcelona. O TL2 até foi um pouco melhor, a temperatura nos ajudou um pouco. Mas sim, é muito difícil quando as coisas estão comprometidas. É muito difícil conseguir uma análise clara”.

Antes de sua licença, Lowe havia sugerido que a Williams de 2019 era mais forte que a do ano passado. Quando questionado sobre isso, Kubica respondeu: "Bem, agora você está indo muito aos detalhes, mas se eu lhe disser que estamos lutando para permanecer na pista, significa que o equilíbrio é ruim. E não é só uma questão de equilíbrio, é uma questão de aderência geral que estamos perdendo”.

Próximo artigo
VÍDEO: Confira as mudanças aerodinâmicas da Mercedes para 2019

Artigo anterior

VÍDEO: Confira as mudanças aerodinâmicas da Mercedes para 2019

Próximo artigo

Ricciardo diz que teve problemas com cinto de segurança nos treinos

Ricciardo diz que teve problemas com cinto de segurança nos treinos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Robert Kubica
Equipes Williams
Autor Scott Mitchell