F1: Leclerc diz que não esperava pole em Baku depois de uma "volta de m...."

Monegasco celebrou segunda pole position do ano, mas não vê chances reais de vitória no Azerbaijão

F1: Leclerc diz que não esperava pole em Baku depois de uma "volta de m...."

Charles Leclerc disse que ficou surpreso com a pole position para o GP do Azerbaijão de Fórmula 1, por ter sido resultado de "uma volta de merda", com o piloto da Ferrari se beneficiando de uma bandeira vermelha no final de uma sessão caótica.

Leclerc liderou a primeira parte do Q3 em Baku no que já tinha sido uma sessão tumultuada com várias paradas.

Leia também:

Uma bandeira vermelha de última hora, causada pelo acidente na curva 3 do piloto da AlphaTauri, Yuki Tsunoda, impediu os pilotos de completarem uma segunda volta rápida, significando que a ordem da tabela do primeiro conjunto de voltas também foi o resultado final.

A bandeira vermelha prejudicou notavelmente o favorito da pole, Max Verstappen, que teve que se contentar com o terceiro lugar no grid, atrás de Leclerc e Lewis Hamilton.

Mas ajudou muito Leclerc, que conquistou a segunda pole consecutiva nesta temporada, ambos com a ajuda de uma bandeira vermelha.

Depois disso, ele admitiu que sua volta da pole estava longe de ser perfeita, mas ficou surpreso que a Ferrari pudesse manter seu nível de desempenho de Mônaco em uma pista menos adequada para seu carro.

"Foi uma volta de merda, pensei", admitiu Leclerc sem rodeios. “Houve duas ou três curvas em que cometi erros, mas é claro que tive o grande vácuo de Lewis no último setor, o que me ajudou um pouco.”

"Mas, no geral, acho que estaríamos perto da pole de qualquer maneira, sem o vácuo, então é um bom dia.”

“Não esperava ser tão competitivo como hoje. Acho que estava melhorando de novo com a bandeira vermelha, mas estou contente de qualquer forma e espero que esteja tudo bem com o Carlos (Sainz), não vi a batida.”

"Definitivamente, é uma sensação muito boa, por outro lado, com a bandeira vermelha de novo, então gostaria que a tivéssemos em uma pista normal, mas no final, uma pole é uma pole."

No domingo, Leclerc vai largar da pole, mas as longas retas de Baku tornarão sua busca pela primeira vitória desde o GP da Itália de 2019 muito mais difícil do que teria sido em Mônaco.

"O carro parece bom, mas acredito que a Mercedes e a Red Bull têm algo mais do que nós na corrida, especialmente, vimos isso no TL2", explicou Leclerc.

"Então, vai ser muito difícil porque aqui não é como o Mônaco, eles podem ultrapassar, então vou tentar fazer o melhor trabalho possível.”

"Espero que possamos manter o primeiro lugar, mas não vai ser fácil."

F1 2021: CAOS em Baku! LECLERC faz POLE em treino ACIDENTADO, com HAMILTON e MAX logo atrás | Q4

PODCAST: TELEMETRIA: O quebra-cabeças na desafiadora Baku com Rico Penteado

 

compartilhar
comentários
F1: Hamilton diz que resultado em Baku foi "monumental" após um "desastre" de fim de semana
Artigo anterior

F1: Hamilton diz que resultado em Baku foi "monumental" após um "desastre" de fim de semana

Próximo artigo

PLACAR F1: Gasly e Russell seguem imbatíveis nas batalhas internas das equipes; veja

PLACAR F1: Gasly e Russell seguem imbatíveis nas batalhas internas das equipes; veja
Carregar comentários