F1: Mazepin diz não ter orgulho de incidente com vídeo e promete aprender com episódio

Piloto russo é criticado por fãs por conta de um vídeo publicado em seu Instagram onde apalpa os seios de uma mulher dentro de um carro

F1: Mazepin diz não ter orgulho de incidente com vídeo e promete aprender com episódio

Pouco após ser anunciado como novo piloto da Haas na Fórmula 1, um vídeo publicado na conta de Nikita Mazepin no Instagram, onde ele apalpava o peito de uma mulher em um carro, vem causando polêmica nas redes sociais, com diversos fãs criticando o piloto e pedindo a dissolução de seu contrato. No lançamento do novo carro da Haas, o russo afirmou que aprendeu com o acidente, afirmando "não ter orgulho" do que fez.

No mesmo dia da publicação, a Haas chamou o incidente de "abominável" e o próprio Mazepin veio a público pedir desculpas, antes da equipe confirmar que lidaria com o assunto internamente, mantendo privadas as consequências de sua investigação.

Leia também:

Falando publicamente pela primeira vez desde o incidente, no lançamento do VF-21, carro da Haas para 2021, Mazepin disse que "não tinha orgulho" do que havia acontecido, e que assumia a responsabilidade por suas ações.

"Minha reflexão sobre as ações é bem clara: não tenho orgulho do que fiz", disse. "Eu não comportei como deveria. Estar na Fórmula 1 e na fase de transição para a realização de uma conquista aconteceu rapidamente, e não me adaptei a isso como deveria".

"Assumo a responsabilidade do que fiz e estou pronto para seguir fazendo isso".

Desde a publicação do vídeo, a campanha #WeSayNoToMazepin (Dizemos não a Mazepin) tem sido bastante ativa nas redes sociais, especialmente nas publicações da Haas. Sobre a campanha, Mazepin disse que "não vai colocar palavras na boca das pessoas", mas que pretende dar sua resposta na pista.

"Tenho certeza do que entregarei na pista. Estou confiante com o esforço que estou empregando e a direção que estou tomando. Os resultados estarão ali, e vou tentar fazer com que minha pilotagem seja a resposta".

Mazepin agradeceu a Haas por ajudar a educá-lo após o incidente, dizendo que isso "ajudou bastante".

"Eles me apoiaram, me ajudaram bastante a aprender a partir desse incidente. Eles foram muito pacientes, tiraram tempo para me ajudar a aprender com o que aconteceu e acho que em termos de educação sobre o meu comportamento como um todo, estou melhor do que jamais estive".

Quando perguntado sobre o que ele em particular havia aprendido com o incidente, especificamente relacionado ao tratamento da mulher e sua conduta, Mazepin respondeu: "Chegar na F1 e ser um piloto de F1 significa que, de repente, você se torna um exemplo para vários jovens que sonham em chegar aqui".

"Com isso, você precisa adotar um certo comportamento que eu não tive instantaneamente. E com relação ao que aprendi, é bem claro. Primeiro, com o comportamento que você precisa ter e, segundo, como você deve agir dentro e fora do mundo das redes sociais".

Mazepin optou por não responder se havia se desculpado à mulher do vídeo, afirmando que isso era um "assunto privado".

Perguntado se ele havia compreendido que esse tipo de comportamento não é aceitável, seja piloto de F1 ou não, Mazepin disse: "Sim, eu entendi. Como disse anteriormente, eu assumo a responsabilidade. Tanto dentro quanto fora dos circuitos, nós, como humanos, precisamos adotar um certo comportamento com relação aos outros para vivermos em um mundo calmo e humano".

HAAS 2021: Veja o carro 'RUSSO' da ESTREIA de SCHUMACHER em ano que time irá 'CUMPRIR TABELA' na F1

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Como seria a transmissão dos sonhos da F1 no Brasil?

 

compartilhar
comentários
Porsche e Grupo Volkswagen analisam possível entrada na F1 a partir de 2025

Artigo anterior

Porsche e Grupo Volkswagen analisam possível entrada na F1 a partir de 2025

Próximo artigo

F1: Band garante todos os 23 GPs ao vivo, pódio e classificação da primeira etapa na TV aberta

F1: Band garante todos os 23 GPs ao vivo, pódio e classificação da primeira etapa na TV aberta
Carregar comentários