F1: McLaren cobra "transparência" da FIA em investigação sobre uso de assoalho pela Ferrari em teste da Pirelli

Equipe italiana foi investigada pelo possível uso de uma especificação nova de assoalho nos testes da Pirelli em Ímola, mas foi "absolvida" pela FIA

F1: McLaren cobra "transparência" da FIA em investigação sobre uso de assoalho pela Ferrari em teste da Pirelli
Carregar reprodutor de áudio

Várias equipes da Fórmula 1 estão conversando com a FIA ao longo do fim de semana do GP de Miami para entender se a Ferrari quebrou ou não as regras dos testes de pneus da Pirelli. A McLaren cobra "transparência total" da Federação sobre os detalhes da troca de assoalho feita pela equipe alemã durante a sessão em Ímola.

Segundo o regulamento referente a testes de pneus da Pirelli, as equipes não podem mudar componentes, ou usar peças que não foram usadas anteriormente nas corridas ou na pré-temporada.

Leia também:

Mas em Ímola, Charles Leclerc foi visto usando um design de assoalho pela manhã enquanto Carlos Sainz usou uma especificação diferente na parte da tarde, que parecia nova. Após questionamentos das equipes, a FIA realizou uma investigação sobre o assunto e disse estar satisfeita com as explicações da Ferrari, que teria cumprido as normas.

Segundo apurado, o veredito foi baseado no fato de que a mudança de assoalho foi forçada, porque Leclerc havia causado danos ao original, usado pela manhã. E foi julgado que o de Sainz foi usado mais cedo no ano, na pré-temporada ou em um TL1.

Mas a decisão da FIA não satisfez algumas equipes, que deixaram claro que a regra exige o uso de peças já usadas anteriormente. O CEO da McLaren, Zak Brown, acha que a Federação precisa detalhar a situação para as equipes, provando quando que esse assoalho foi utilizado, garantindo o policiamento correto.

"Acho que é importante termos confiança total na FIA quando falamos de policiar o esporte, seja em um teste ou em uma corrida. Mas precisamos transparência total deles também".

"Foi sugerido, ou pelo menos ouvi, que talvez seja um assoalho antigo. Talvez seja. Mas o que acho importante é que, se for o caso, prove isso para as equipes, nos dê confiança de que o policiamento é correto, com transparência total".

"Tivemos no passado, há pouco tempo, uma violação de motor, com uma multa significativa. Não sabemos quanto e não sabemos exatamente o que foi feito. Acho que nos dias atuais, transparência total ajudará o esporte a entender melhor o que aconteceu, por que aconteceu e o que foi feito".

Carlos Sainz, Ferrari F1-75

Carlos Sainz, Ferrari F1-75

Photo by: Davide Cavazza

Toto Wolff, chefe da Mercedes, reconheceu que as circunstâncias do teste da Ferrari pelo menos garantirão que o assunto terá mais atenção no futuro.

"A FIA precisa ficar em cima disso. Não podemos ter nenhuma equipe usando componentes em ambientes que não devem fazer isso. E acho que, se a FIA não esteve 100% de olho nisso, tenho certeza que agora estarão".

Christian Horner, da Red Bull, disse: "A FIA confirmou que a Ferrari usou esse assoalho na pré-temporada, então está ok".

"É para a FIA fazer esse policiamento, porque certamente o que queremos evitar é que os testes de pneus se tornem testes de aerodinâmica ou de desenvolvimento de performance, porque os carros ainda são imaturos. Esse não é o propósito desse tipo de teste".

Já a Ferrari segue insistindo que cumpriu completamente com o regulamento no caso do assoalho usando do teste de Ímola.

VÍDEO: Qual equipe é a favorita para o GP de Miami da F1?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - Russell surpreende e lidera em Miami; Verstappen com problemas e Sainz bate 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Fórmula 1 adquire espaço bilionário para paddock em Las Vegas
Artigo anterior

Fórmula 1 adquire espaço bilionário para paddock em Las Vegas

Próximo artigo

Q4: Acompanhe a repercussão da dobradinha da Ferrari em Miami

Q4: Acompanhe a repercussão da dobradinha da Ferrari em Miami