F1: Mercedes briga contra carro "irritantemente morto" nas curvas em 2023

James Allison e Toto Wolff falam sobre os objetivos para o restante da temporada 2023 e a mudança de foco para 2024

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Com a Mercedes percebendo cedo que havia errado na abordagem com o carro de 2023 na Fórmula 1, devido a uma cautela em excesso com a altura, a equipe vem buscando soluções para se aproximar da Red Bull. E agora o time alemão revelou que um dos problemas é a briga contra um W14 "irritantemente morto" no meio das curvas, devido à dificuldade em achar o equilíbrio ideal.

E enquanto mais downforce seria bem-vindo, o diretor técnico James Allison disse que há um esforço em particular para melhorar a pilotagem e o equilíbrio do W14. Ele disse que as características do carro nas curvas estão longe do ideal, sem dar aos pilotos a confiança necessária.

Leia também:

"É básico, downforce é sempre bom", disse Allison ao site da Mercedes. "Estamos também buscando tornar o carro mais cauteloso para os pilotos no início das curvas. Hoje ele é reativo demais".

"E quando eles entram no ápice, eles têm o problema oposto. Queremos que ele seja mais dianteiro e não é. Ele fica instável quando você gira a roda em um primeiro momento e, depois, irritantemente morto quando você entra no ápice. Queremos o oposto. É nisso que estamos trabalhando".

Toto Wolff acredita que é possível liberar muito potencial do carro caso a equipe consiga entregar um W14 que deixe Lewis Hamilton e George Russell mais confortáveis.

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG

Photo by: Michael Potts / Motorsport Images

"Precisamos dar aos pilotos um carro mais confiável, uma plataforma melhor em termos de equilíbrio e sensação. Não é sobre downforce absoluto, mas é para eles saberem que o carro ficará estável na curva. Isso não acontece agora".

"É um grande foco para nós, dando aos pilotos mais confiança e, com isso, mais performance".

A Mercedes está começando a focar mais em 2024, mas Allison acha que qualquer melhoria encontrada na fábrica ainda pode ser aplicada ao carro atual.

"Neste ponto do ano, o túnel de vento está muito focado em 2024. As áreas de projeto, dinâmica veicular, manufatura já estão se juntando para isso. A partir da pausa de verão, o foco será o carro do próximo ano, mas isso dá também oportunidades para o W14".

Enquanto o objetivo final segue colocar a Mercedes novamente na luta por títulos, Allison disse que terminar o ano com o vice de construtores é algo que a equipe mira para 2023.

"No começo do ano, éramos o quarto mais rápido, olhando para nossos clientes nos batendo e isso era frustrante. E estávamos perdendo para a Ferrari também".

Sergio Perez, Red Bull Racing RB19, Carlos Sainz, Ferrari SF-23, Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Sergio Perez, Red Bull Racing RB19, Carlos Sainz, Ferrari SF-23, Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

"Aos poucos, fomos colocando isso para trás. Tudo faz parte do plano. De estratégia a engenharia, confiabilidade, manufatura e os pilotos, que fazem de tudo para maximizar os pontos. Apesar de termos ficado atrás de nosso objetivo inicial, garantir o vice é o que importa para nós. Especialmente na segunda metade do ano, quando mudaremos o foco para o W15".

Qual a DIFERENÇA entre o domínio de Max com a Red Bull e pico de Hamilton/Mercedes? E a McLaren?

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #242 – O que a F1 2023 tem trazido de positivo, apesar da falta de vencedores diferentes?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: "Pérez precisa perceber que ele é Rubens e não Michael", dizem ex-piloto e comentarista
Próximo artigo De Vries revela curioso plano após deixar AlphaTauri na F1

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil