F1: Mercedes estava "desesperada" por bom resultado em Silverstone

Equipe trouxe atualizações importantes no GP da Grã-Bretanha, que segundo o diretor de engenharia James Alison, serão as últimas grandes modificações no ano

F1: Mercedes estava "desesperada" por bom resultado em Silverstone

A Mercedes temia que precisasse "repensar muitas coisas" caso as atualizações que entregou no GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 não fossem eficientes. A equipe de Brackley chegou a Silverstone depois de uma série de cinco vitórias consecutivas da Red Bull, que permitiram que sua rival a abrir na liderança em ambos os campeonatos, de pilotos e construtores.

Portanto, a escuderia sabia que estava sob pressão em uma pista que deveria se adequar melhor ao seu pacote para virar o jogo contra a equipe austríaca e se firmar de volta na luta pelo título.

Leia também:

Depois que Lewis Hamilton entregou a vitória, apesar de uma colisão polêmica com Max Verstappen, a a Mercedes admitiu que sentiu a pressão antes do fim de semana sobre o quão significativo seria.

O diretor de engenharia, Andrew Shovlin, disse: "Acho que o mais importante para nós foi que realmente trouxemos um kit de atualização para o carro, estamos indo para um circuito que historicamente nos adaptamos bem - certamente se adequou muito a Lewis - e o o que foi bastante assustador ao chegar foi que, se não tivéssemos um bom desempenho aqui, teríamos que dar uma olhada longa e rigorosa em nós mesmos."

“Com a situação do campeonato e os pontos que estão em jogo, a necessidade que tínhamos era fazer com que essa diferença não aumentasse mais. Acho que o grande problema foi que estávamos desesperados para ver o carro ter ritmo e a equipe ir bem. Portanto, é extremamente reconfortante ter sido capaz de demonstrar que ainda estamos na luta."

A atualização da Mercedes foi extensa, com modificações nas rodas, nos bargeboards e no assoalho.

Lewis Hamilton, Mercedes W12, arrives on the grid

Lewis Hamilton, Mercedes W12, arrives on the grid

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

James Allison, diretor de tecnologia, acredita que Hamilton ter sido rápido na qualificação mostrou que os desenvolvimentos funcionaram: "Trouxemos um pacote aerodinâmico decente para a pista, definitivamente vimos uma melhora no nosso desempenho e ficamos muito felizes com isso."

"Você pode ver que apenas em relação ao campo que avançamos neste fim de semana, conseguimos nos aproximar da Red Bull e, como resultado, ser mais competitivos. Voltamos para casa animados. Há mais alguma coisa por vir? Pode haver, mas o vasto esforço de nosso programa de desenvolvimento foi o último grande pacote que traremos ano."

"Faremos alguns ajustes aqui e ali, onde pudermos ver com eficiência que temos condições de trazer algum desempenho sem nos distrair do grande esforço que estamos colocando agora no carro do próximo ano", concluiu.

CLIMA DE GUERRA: Max Wilson teme CONSEQUÊNCIA do acidente de Hamilton e Verstappen para F1; entenda

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como fica o campeonato após guerra declarada entre Verstappen e Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Leclerc: Ferrari não pode esperar luta com Mercedes no resto de 2021

Artigo anterior

F1 - Leclerc: Ferrari não pode esperar luta com Mercedes no resto de 2021

Próximo artigo

F1: FIA adverte equipes sobre lobby com comissários após polêmica em Silverstone

F1: FIA adverte equipes sobre lobby com comissários após polêmica em Silverstone
Carregar comentários