Fórmula 1 GP do Canadá

F1: Mercedes suspeita que atualização da Red Bull se tornou um "downgrade"

Equipe de Milton Keynes levou peças novas para Ímola e rival acredita que esse foi o ponto chave para as dificuldades atuais

Max Verstappen, Red Bull Racing RB20

A Mercedes suspeita que as atuais dificuldades da Red Bull na Fórmula 1 podem ser o resultado de um pacote de atualização recente que, na verdade, está proporcionando um "downgrade" no desempenho da equipe.

Leia também:

A Red Bull perdeu duas das três últimas corridas e o triunfo de Max Verstappen no GP da Emilia Romagna só aconteceu depois que ele conseguiu segurar uma investida de Lando Norris no final da corrida, que terminou logo atrás dele.

Embora o foco das dificuldades da equipe de Milton Keynes tenha girado em torno dos problemas que o RB20 tem com as zebras, o diretor técnico da Mercedes, James Allison, acha que a situação pode ser mais complexa do que isso.

Ele acha que o grande pacote de atualização que a Red Bull levou para Imola, que incluía um novo assoalho e asa dianteira, pode não ter dado o passo esperado, o que poderia explicar suas dificuldades.

"Acho que assim que houver uma gama decente de velocidades de curva, eles serão úteis novamente, mas parece que a atualização foi um downgrade", explicou Allison no GP do Canadá.

"Então, cruzando os dedos, isso realmente os prejudicaria. Isso [uma atualização que não funciona] torna a vida difícil, porque no momento em que você deixa de confiar em suas ferramentas, precisa voltar atrás e perde muito tempo. O tempo é seu maior amigo, perdê-lo é seu pior inimigo."

Perguntado se o fato de ver a Red Bull voltar para o pelotão havia dado à Mercedes uma centelha de entusiasmo, Allison disse: "Todo mundo sempre gosta da desgraça alheia neste jogo."

James Allison, Technical Director, Mercedes-AMG F1 Team, in the Team Principals Press Conference

James Allison, diretor técnico da Mercedes-AMG F1 Team, na coletiva de imprensa dos diretores de equipe

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

A Mercedes trouxe mais elementos de atualização para seu W15 em Montreal para ajudar a reforçar o impacto de uma nova asa dianteira que George Russell usou em Mônaco. A equipe espera que as mudanças, que incluíram algumas revisões no perfil da suspensão dianteira, possam ajudar a melhorar o desempenho do carro nas curvas de alta e baixa velocidade.

Mas, apesar de sentir que houve progresso com o carro, Allison não quis se empolgar muito com a distribuição geral dos carros na frente.

"Tenho que confessar que não estou pensando nisso em termos gerais", disse ele. "Estou apenas pensando que a situação em que estamos agora parece ser um pouco melhor do que a de duas corridas atrás. Espero que estejamos um pouco melhores em algumas corridas daqui a pouco.

"Deixamos de ser uma porcaria constrangedora, não suficientemente boa, no início do ano, para estarmos perto da briga. Um pouco mais nos colocará no meio da briga."

ALONSO dribla CHUVA e lidera; Verstappen SOFRE e pode ter ainda MAIS PROBLEMAS

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast Motorsport.com debate: Como demissão de Ocon impacta no mercado da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Verstappen demonstra preocupação com impactos do problema que o tirou do TL2 no Canadá
Próximo artigo As regras de 2026 podem mudar o DNA da Fórmula 1?

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil