F1: Com McLaren pensando em 2021, Norris correrá com novo bico em Sochi

compartilhar
comentários
F1: Com McLaren pensando em 2021, Norris correrá com novo bico em Sochi
Por:
Co-autor: Matthew Somerfield

A equipe britânica segue testando novas peças para a próxima temporada, mas o bico é o primeiro a ser usado em uma corrida

Pensando na temporada 2021 da Fórmula 1, a McLaren terá uma novidade para o GP da Rússia deste domingo: um novo bico na asa dianteira, que estará no carro de Lando Norris.

Assim como Carlos Sainz, Norris usou uma configuração padrão na sexta, uma estratégia para evitar riscos de danificar o novo modelo, antes da equipe bater o martelo na noite da sexta de experimentar o bico no carro do britânico ao longo do fim de semana.

Leia também:

Apesar de uma falta de peças sobressalentes podendo ser um problema caso a McLaren tenha que fazer uma troca, a equipe optou pela nova versão. Norris foi o 20º no terceiro treino livre, realizado neste sábado por não completar sua simulação de classificação, enquanto Sainz foi o terceiro, com o modelo padrão.

"Fizemos mudanças no carro ao longo da noite e, com sorte, daremos um passo adiante em termos de performance", disse Andreas Seidl, chefe da equipe à Sky Sports F1. "Decidimos seguir com o novo conceito do bico nesta manhã com Lando, com o objetivo de levá-lo para a classificação e a corrida. E com Carlos vamos manter o normal".

"Vocês precisam estar cientes que esse bico é parte de um pacote maior que vamos buscar introduzir passo a passo, então o ganho total não estará aqui ainda. Mas é importante para nós coletarmos o máximo de dados possível o quanto antes, e é por isso que decidimos separar os carros".

"Ao mesmo tempo, é um grande desafio logístico para o momento, o número de peças é baixo nesse novo bico. Por isso vamos seguir assim".

 

A nova solução, que se assemelha ao projeto do bico usado pela Mercedes há algum tempo e que passou a ser empregada por rivais como Racing Point e Renault, apresenta pilares mais estreitos sob a estrutura que o conecta à asa dianteira, enquanto a capa forma agora sua própria superfície, em vez de ser construída como parte dos pilares das asas.

No entanto, em Sochi, esse não foi o único item de teste no menu da McLaren, já que a equipe segue trazendo atualizações corrida a corrida que devem desbloquear o desempenho um do outro. 

 

Tendo instalado novas pranchas de bargeboard e defletores laterais em corridas anteriores (setas azuis e vermelhas, respectivamente), a equipe mudou sua atenção para a frente desta vez, focando na asa dianteira.

 

O novo design concentra seus esforços em duas áreas principais - a região do vórtice Y250, que vê a aba inferior encurtada e a ponta menos afiada (seta vermelha) e as duas abas acima têm agora um suporte de metal adicional colocado entre elas para evitar que o espaço feche (seta azul).

Na seção da asa externa do ajustador, os flaps foram ligeiramente relaxados para alterar o fluxo de ar ao longo e ao redor da face do pneu, a fim de melhorar a trajetória da turbulência conforme ela percorre o carro. 

 

McLaren MCL35 (Temporada 2020)
McLaren-Renault MCL35
Motor: Renault
Combustível: Gulf Oil
Pneus: Pirelli

Pilotos:

4 - Lando Norris

55 - Carlos Sainz

SEXTA-LIVRE: Mercedes dá as cartas na F1 em Sochi e a volta da polêmica do grid invertido

PODCAST: Qual é o limite de Max Verstappen na Red Bull?

 

F1: Racing Point se diz "surpresa" com críticas de Pérez sobre isolamento

Artigo anterior

F1: Racing Point se diz "surpresa" com críticas de Pérez sobre isolamento

Próximo artigo

Q4: Hamilton voa e Verstappen supera Bottas; veja debate com Gabriel Casagrande e Tiago Mendonça

Q4: Hamilton voa e Verstappen supera Bottas; veja debate com Gabriel Casagrande e Tiago Mendonça
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Rússia
Pilotos Lando Norris
Equipes McLaren
Autor Adam Cooper