F1: Ocon diz que nova Alpine faz carro de 2022 parecer “um brinquedo”

Piloto acompanhou discurso da direção, que busca quarto lugar no campeonato de construtores, mas mais próximos do top 3

Alpine A523

Esteban Ocon disse que seu novo Alpine A523 faz com que seu antecessor na Fórmula 1 pareça “um brinquedo” com tanta atenção aos detalhes em sua criação.

Lançado oficialmente na quinta-feira, o carro é bem diferente do A522, com nova suspensão traseira entre as mudanças, muitas delas com o objetivo de ajudar em um programa de redução de peso que colocou o carro abaixo do limite mínimo.

Leia também:

O departamento de unidades de potência em Viry também se concentrou na confiabilidade durante o inverno, após uma série de problemas frustrantes em 2022.

“É uma boa evolução em relação ao ano passado”, disse Ocon. “Sou um cara muito mecânico, gosto de me aproximar do carro, do lado da suspensão das coisas e observar profundamente como as peças são feitas.

“E, para ser sincero, o carro de 2022 parecia um brinquedo, em comparação com o que temos agora.

"Então, o nível de detalhes e como as peças são boas, em termos de economia de peso, em termos de soluções no cockpit e tudo mais, tudo se parece com as especificações adequadas de um carro de corrida.

“É muito impressionante, devo dizer, os detalhes em tudo, como a aerodinâmica funciona e como todas as peças são feitas. É muito bom.

“E isso é bom para a confiabilidade, mas significa que a equipe deu um passo à frente novamente. Foi um passo de '21 para '22. E agora é um grande passo novamente em 2023. Veremos se isso se traduz em desempenho, mas já é um passo. Isso é o que eu posso ver.”

Esteban Ocon, Alpine

Esteban Ocon, Alpine

Photo by: Alpine

No lançamento de quinta-feira, o chefe da equipe, Otmar Szafnauer, disse que a Alpine tinha que repetir seu quarto lugar no campeonato mundial, mas estar perto dos que estão à frente, e também almejar o pódio.

Ocon destacou que a equipe não ficou muito longe da última conquista no ano passado.

"Foi perto", disse ele. "Terminamos em quarto lugar no Japão, quinto no Red Bull Ring. Não faltou muito, e com um carro pior em 2021 vencemos uma corrida e terminamos em terceiro em uma. Então está tudo bem possível.

“Mas sim, como meta em si pode soar como dizer que queremos terminar em quarto, mas a diferença do quarto para o terceiro é enorme, no momento eram cerca de 300 pontos ou algo assim, nos construtores.

“Se podemos ser o quarto, mas tentar chegar muito mais perto do terceiro, e talvez lutar pelo terceiro, é uma dimensão completamente diferente. Você entra nos cinco primeiros lugares, nos territórios do pódio.

“Obviamente, é uma meta muito alta que estamos estabelecendo para nós mesmos, continuando os regulamentos, mas temos que estabelecer essa meta para nós mesmos.

“Somos muito ambiciosos, somos competitivos, é isso que queremos alcançar. Mas na F1 tudo pode acontecer. E esperamos que haja surpresas.”

Questionado se o carro poderia vencer corridas, ele acrescentou: “Realisticamente, não acho que seja onde nos colocamos. Obviamente, se colocarmos o carro no Bahrein, e ele tiver um ótimo desempenho, podemos falar depois do Bahrein, sim.

“No momento, não acho que isso seja realista. Mas veremos. Pode haver surpresas na F1. Já vimos isso no passado, não esperávamos que a Brawn fosse um carro vencedor em 2009.”

Alpine AZUL, Alfa Romeo, McLaren e cia: MELHORES e PIORES pinturas da F1 2023; assista ao DEBATE

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #217 – Como serão as batalhas internas das equipes na F1 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior FIA arrecada R$ 138 milhões com taxas de inscrição da F1 para 2023; Verstappen vê quantia como "absurda"
Próximo artigo F1: Mercedes não descarta “arrependimento” na liberação de De Vries e o vê na Red Bull em 2024

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil