F1 perde engajamento nas redes sociais em meio à dominância da Red Bull

Além disso, foi notado um aumento considerável de adjetivos negativos associados à categoria

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Lando Norris, McLaren MCL60, Oscar Piastri, McLaren MCL60, Charles Leclerc, Ferrari SF-23, Carlos Sainz, Ferrari SF-23, o restante da equipe na largada

A Fórmula 1 testemunhou uma queda drástica nas menções de mídia social, novos seguidores e alcance após o domínio total da Red Bull, segundo revelou um novo estudo.

A análise da Buzz Radar, uma empresa de inteligência social de padrões de mídia social, destacou como a temporada de 2023 desencadeou uma reviravolta dramática no impressionante crescimento da F1 nos últimos anos.

Leia também:

Em um estudo de caso publicado nesta quinta-feira, intitulado Have we reached Peak F1?, a análise do Buzz Radar sugeriu que o 'boom' de 2022 - impulsionado pela dramática luta pelo título de 2021 e pelas novas regras dos carros - pode muito bem ter marcado um ponto alto de interesse na F1 por um tempo.

Depois de usar uma combinação de análise humana e dados de IA para analisar a categoria nas mídias sociais na última década, o que incluiu a análise de 70 milhões de postagens de fãs, descobriu-se que o campeonato sofreu seu primeiro declínio de interesse desde 2018.

Os dados sugerem que as menções à F1 nas mídias sociais caíram 70,2% nos primeiros cinco meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2022, com queda de 46,29% nos novos seguidores e de 64,10% no alcance social.

Os números de janeiro a maio dos últimos três anos são:

  2021 2022 2023
Menções 3.19m 6.14m 1.83m
Novos seguidores 624.27k 911.15k 489.37k
Alcance social 35,63 bilhões 61,73 bilhões 22,16 bilhões

No relatório, o Buzz Radar concluiu: "A comparação de dados entre 2022 e 2023 revelou quedas significativas nas menções gerais da F1, juntamente com números desanimadores no crescimento de novos seguidores."

"O alcance do conteúdo relacionado à F1 em várias plataformas sociais também diminuiu, em forte contraste com o progresso constante observado anualmente antes. Mas os números em declínio são apenas uma parte da história."

Top three qualifiers Oscar Piastri, McLaren MCL60, pole man Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Lando Norris, McLaren MCL60, in Parc Ferme

Os três primeiros classificados Oscar Piastri, McLaren MCL60, o pole man Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Lando Norris, McLaren MCL60, no Parc Ferme

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

"Os dados sociais de 2023 também ofereceram informações sobre uma mudança fundamental na conversa sobre a F1: um aumento notável no uso de adjetivos negativos associados ao esporte. Palavras como 'chato' e 'irritante' agora estão se tornando descritores de alta frequência, substituindo palavras positivas como 'interessante' e 'emocionante'."

O relatório do Buzz Radar afirma que a causa dessa queda é simplesmente o domínio de uma única equipe, com a Red Bull tendo vencido todas as corridas, exceto duas, nos últimos 12 meses. A pesquisa aponta que há uma correlação direta entre a proximidade de uma luta pelo título da F1 e o quanto isso atrai os fãs a se engajarem - já que a categoria teve essa queda pela última vez em 2018, quando Lewis Hamilton conquistou o título.

"2016 foi a temporada mais comentada, até 2021, apesar de todos os fatores contribuintes da aquisição da Liberty, Drive to Survive e lockdown, porque [Nico] Rosberg e Hamilton estavam lutando de perto", observou.

"A temporada foi decidida por apenas cinco pontos. As conversas estagnaram entre 2018-2020, enquanto Hamilton dominava, e cresceram significativamente novamente durante a temporada de 2021, o campeonato mais próximo desde 2016."

"Ambas as temporadas de 2016 e 2021 foram decididas na última corrida. 2022 continuou a aproveitar a onda da competição acirrada no final de 2021, mas agora estamos vendo o resultado do domínio de um piloto mais uma vez. 2023 está agora no caminho certo para continuar perdendo conversas e esse padrão continuará até que a corrida se torne mais disputada novamente."

Mas, embora os números da mídia social para 2023 estejam longe de ser ideais, o relatório do Buzz Radar reconhece que a F1 tem sido extremamente impressionante na forma como aumentou seus números de audiência na última década.

Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position, leaves the podium with his trophy

Max Verstappen, Red Bull Racing, 1ª posição, deixa o pódio com seu troféu

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Em comparação com outros esportes importantes, ela está entre as melhores - e isso apesar de haver apenas 23 eventos por ano.

"Entre 2016 e 2022, a F1 aumentou seus níveis de conversação em 80%, o que só foi superado pela Indian Premier League (aumento de 208%) e pela UEFA Champions League (aumento de 112%)", acrescentou.

"Notavelmente, a F1 conseguiu isso apesar de sediar o menor número de eventos entre os cinco primeiros, com 22 corridas em 2022 em comparação com 285 jogos da NFL, incluindo o Super Bowl que, ano após ano, é um dos eventos esportivos mais comentados do mundo."

"O único ano em que o crescimento diminuiu foi em 2018, e o maior crescimento foi em 2021, quando eles ganharam cerca de 14 milhões de novos seguidores entre canais. Isso os torna os canais sociais de crescimento mais rápido de qualquer esporte importante no período."

O relatório completo pode ser lido aqui.

Embora o Buzz Radar sugira que os números das mídias sociais para a F1 caíram, os próprios canais do campeonato não seguiram essa tendência.

Até agora, em 2023, a FOM afirma que o crescimento de seus canais oficiais é cerca de oito vezes maior do que o número de quase 500.000 mencionado pelo Buzz Radar de janeiro a maio.

Na segunda metade desta temporada, os canais da F1 ficaram em segundo lugar globalmente (atrás da La Liga) em termos de taxa de crescimento de seguidores entre todos os principais esportes.

A FOM também afirma que as ações do público (como likes e comentários) aumentaram 4% até agora este ano em comparação com 2022, e estão em vias de ultrapassar 1,5 bilhão até ao final da temporada.

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast debate tensão interna na Mercedes e até quando Pérez 'sobrevive' na Red Bull

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte também do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Newey explica por que não 'embarcou' no "zeropod" da Mercedes
Próximo artigo F1: Williams sinaliza permanência de Sargeant em 2024 e joga 'balde de água fria' em Drugovich

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil