F1: Pérez detona “covardes” que se escondem no anonimato das redes sociais

Mexicano considera que há mensagens prejudiciais nas redes sociais e admite que algumas o afetam

F1: Pérez detona “covardes” que se escondem no anonimato das redes sociais

As redes sociais mudaram a forma como os fãs podem interagir não apenas com seus campeonatos favoritos, mas também com atletas de alto nível, que agora compartilham suas vidas por meio desses canais.

No caso dos pilotos de Fórmula 1, plataformas como Twitter, Instagram ou Facebook , entre outras, servem não só para divulgar situações relacionadas com a sua vida esportiva, mas também para os seus momentos mais pessoais, como as férias ou a convivência com a família e amigos. Essas situações geram reações diversas, inclusive negativas, que chegam até a insultos.

Leia também:

Para Sergio Pérez, não é algo desconhecido, e ver comentários críticos às suas atuações não o incomoda, pois sabe que é uma figura pública.

“Elas não me afetam. Até certo ponto, faz parte da minha profissão, estamos expostos”, disse o piloto a um grupo de mídia, incluindo Motorsport.com.

Mas ‘Checo’ ressaltou que há mensagens nas redes sociais que o afetam.

“O que me afeta é o desrespeito que às vezes recebo sem justificativa, de covardes que ficam no anonimato atrás de um computador e atacam atletas, pessoas em geral. Acho que é algo que temos que parar nas redes sociais.”

No fim de semana anterior, o esporte inglês liderou um boicote global nas redes sociais para protestar contra mensagens racistas nessas plataformas.

Mas Pérez também vê o lado positivo das redes sociais, que é poder transmitir uma mensagem de unidade ao mundo, aproveitando sua posição de figura conhecida. Em sua opinião, qualquer personagem da elite esportiva deve assumir um papel de líder social: "Acho que, em certa parte, você é obrigado, sem dúvida.”

“Acho que há momentos em que devemos levantar nossas vozes e promover coisas positivas, seja para nossos países ou para o mundo em geral, por causa da posição que temos. É sempre importante que enquanto a mensagem chega, seja para levar paz”, disse o piloto da Red Bull.

F1 2021: Mercedes X RBR, Bottas X Russell, Grosjean e tudo da Espanha com Rico Penteado | TELEMETRIA

PODCAST: A F1 deveria acabar com os limites de pista?

 

compartilhar
comentários
Verstappen: F1 precisa "encontrar solução" para monitoramento de limites de pista

Artigo anterior

Verstappen: F1 precisa "encontrar solução" para monitoramento de limites de pista

Próximo artigo

F1: Hamilton defende Bottas e diz que pessoas precisam “dar um tempo” a ele

F1: Hamilton defende Bottas e diz que pessoas precisam “dar um tempo” a ele
Carregar comentários