F1: Pietro Fittipaldi tenta financiamento por vaga na Haas; saiba

Brasileiro tem a concorrência de outros pilotos na briga pelo posto de titular da equipe norte-americana; confira

Pietro Fittipaldi, Haas F1 Team

Em meio às especulações de mercado para a temporada 2023 da Fórmula 1, o piloto brasileiro Pietro Fittipaldi, reserva da Haas, está tentando viabilizar os valores necessários para se alçar ao posto de titular da equipe norte-americana.

Para o ano que vem, a Haas já tem como confirmado o dinamarquês Kevin Magnussen, mas a situação de seu companheiro Mick Schumacher é incerta, especialmente após o alemão romper laços com a Academia da Ferrari, fabricante que fornece motores para o time dos Estados Unidos.

O editor recomenda:

Sabe-se, portanto, que Schumacher não terá a seu favor a influência da Ferrari, que inclusive já pleiteou a participação do italiano Antonio Giovinazzi nos treinos livres dos GPs de Itália e Estados Unidos pela Haas.

Em meio a tudo isso, Schumacher também é especulado na AlphaTauri, de modo que sua permanência na Haas é tida como improvável, independentemente de qual for o rumo do germânico. De todo modo, ele não é carta fora do barulho. 

Além do próprio Schumacher e de Giovinazzi, outro possível postulante à segunda vaga da Haas é o australiano Daniel Ricciardo, que será dispensado pela McLaren no fim de 2022 para abrir vaga para Oscar Piastri, também da Austrália.

Ricciardo também foi especulado na Alpine, para a vaga recusada por Piastri e 'disponibilizada' em função da ida do espanhol Fernando Alonso para a Aston Martin, mas o favorito para o assento 'ao lado' de Esteban Ocon é Pierre Gasly, compatriota do francês e hoje piloto da AlphaTauri.

Entretanto, agora se ventila arranjo em que Ricciardo seria reserva da Mercedes pensando na possibilidade de assumir a vaga possivelmente 'disponibilizada' por Lewis Hamilton -- o britânico tem contrato com a equipe alemã até o fim de 2023 e pode se aposentar no final do ano que vem.

Independentemente disso, Fittipaldi está trabalhando nos bastidores para viabilizar sua promoção a titular. Em meio a esse cenário, o fato de Giovinazzi testar para a Haas foi minimizado pelo chefe da equipe, Gunther Steiner.

"Isso saiu de uma conversa que tive com Mattia [Binotto, chefe da Ferrari]. Acho que foram dois fins de semana antes das férias. Ele disse: 'Ei, o que você acha de dar a Giovinazzi a chance de voltar em um carro de F1?'. Ele é o piloto reserva deles e nosso segundo piloto reserva se Pietro não estiver por perto, porque Pietro não está em todas as corridas, uma vez que ele está correndo em carros esportivos", completou Steiner, que se disse sem pressa para definir a dupla da Haas para 2023.

PODCAST #193: 'Estilo Briatore' faz com que Piastri chegue à F1 queimado?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Alpine só pode culpar a si mesma por erros no mercado de pilotos
Próximo artigo F1 AO VIVO: Acompanhe o TL3 para o GP da Holanda em Tempo Real

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil