Indy: Pietro Fittipaldi quer ser “fisicamente mais pesado” para encarar temporada 2024

Brasileiro espera por mais testes com a equipe Rahal Letterman Lanigan Racing, incluindo um deles com novo carro híbrido

Pietro Fittipaldi

Pietro Fittipaldi foi muito rápido no teste da Indy na semana passada com a Rahal Letterman Lanigan Racing, mas reconheceu que precisa melhorar em algumas áreas.

A passagem no percurso de 2,7 milhas do Sebring International Raceway marcou o retorno do brasileiro de 27 anos ao cockpit de um carro da Indy desde as 500 Milhas de Indianápolis de 2021.

Leia também:

Enquanto Pietro percorreu mais de 115 voltas na Honda #30 da equipe, que ele pilotará em tempo integral na temporada de 2024 na Indy, não demorou muito para que ele se ajustasse e reaprendesse os vários aspectos do carro.

Sem nenhum companheiro de equipe presente, a oportunidade de comparar quaisquer dados na pista não foi possível, mas ele conseguiu se sentir confortável com o carro rapidamente. No entanto, uma área chave que se destacou foram as exigências físicas do carro.

“Uma coisa certa é fisicamente”, disse Fittipaldi ao Motorsport.com. “Nas corridas de endurance tive que perder muito peso porque quanto mais leve você é, mais leve fica o carro. Na Indy, você pode ser basicamente tão pesado quanto quiser. Então eu sei que na IndyCar com certeza vou ganhar peso e tentar ganhar massa muscular porque o carro é muito mais físico de guiar.

“Fiz muitas voltas, mas sei que se você for para pistas com curvas de maior velocidade, mais downforce e outras coisas, o volante vai ficar mais pesado. Então, preciso estar fisicamente mais pesado para poder suportar esse peso da direção com mais facilidade. Acho que isso é algo inesperado.

“Em termos de desempenho e outras coisas, quando estamos com nossos companheiros de equipe e há mais carros na pista e todos correndo, você será capaz de descobrir mais facilmente: ‘Oh, é isso que preciso fazer’”.

Fittipaldi, neto do bicampeão de Fórmula 1, duas vezes vencedor da Indy 500 e campeão da IndyCar de 1989, Emerson Fittipaldi, tem nove largadas anteriores na Indy, com melhor resultado em nono (Portland em 2018).

Olhando mais para esse período de férias, o plano é fazer mais testes em pista com a RLL, que testará a nova unidade híbrida em algum momento antes do final do ano. Primeiro, porém, Fittipaldi retornará à Haas, equipe que passou as últimas cinco temporadas como piloto de testes e reserva, que incluiu duas provas, e estará disponível para as duas últimas rodadas da temporada de F1, começando com a corrida deste fim de semana em Las Vegas.

“Eu sei que a RLL tem a possibilidade do primeiro teste híbrido que farão em dezembro, mas acho que a equipe decidirá quando será”, disse Fittipaldi. “Tenho mais duas corridas com a Haas na F1; Las Vegas e Abu Dhabi.

“Ainda não temos o cronograma de testes com a RLL definido, mas sei que provavelmente faremos outro teste no final do ano.”

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

 

Podcast #256 – Quais as chances do GP de Las Vegas se tornar um fiasco?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Indy: Pietro e Enzo Fittipaldi cravam tempos idênticos no teste de Sebring
Próximo artigo Indy: Palou responde McLaren em processo sobre quebra de contrato

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil